Filhote de macaco é resgatado com fratura em Colorado do Oeste, RO

Bugio apresentava uma fratura no braço esquerdo, ferimentos na cabeça e na cauda. Animal foi transferido para um hospital veterinário nesta sexta-feira (25).

341
Filhote recebeu tratamento por quase uma semana e foi encaminhado para especialista (Foto: Fabiane Tietz da Costa/Arquivo pessoal)
Filhote recebeu tratamento por quase uma semana e foi encaminhado para especialista (Foto: Fabiane Tietz da Costa/Arquivo pessoal)

Um filhote de macaco da espécie bugio foi resgatado pela Polícia Militar Ambiental (PMA) em Colorado do Oeste (RO), na região do Cone Sul. A captura aconteceu no último fim de semana, mas o caso só foi divulgado nesta sexta-feira (25). O animal apresentava uma fratura no braço esquerdo, ferimentos na cabeça e na cauda.

A médica veterinária da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Fabiane Tietz da Costa, explicou que a PMA fez o resgate do animal em Colorado, durante uma missão, e levou o animal para Vilhena (RO), para receber tratamento.

Após ser resgatado, macaco foi levado para casa de veterinária (Foto: Fabiane Tietz da Costa/Arquivo pessoal)
Após ser resgatado, macaco foi levado para casa de veterinária (Foto: Fabiane Tietz da Costa/Arquivo pessoal)

“Ele estava bem machucado. Então, mediquei, alimentei e estabilizei para que pudesse ser transferido para Ji-Paraná (RO), onde será tratado com uma veterinária ortopedista, que avaliará a fratura no braço dele”, explica.

A transferência para o hospital veterinário aconteceu na manhã desta sexta-feira (25).

O G1 entrou em contato com os militares, para saber como aconteceu o resgate e o que poderia ter acontecido com a mãe do animal, mas as ligações não foram atendidas. O Batalhão de Polícia Militar Ambiental informou que os policiais estão em missão na região do Rio Guaporé.

Veterinária Fabiane cuidou do macaco por quase uma semana em Vilhena, RO (Foto: Folha do Sul/Reprodução)
Veterinária Fabiane cuidou do macaco por quase uma semana em Vilhena, RO (Foto: Folha do Sul/Reprodução)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.