Filmagem terrível mostra macacos sendo tatuados, drogados, testados e depois assassinados em 'instalação de teste em animais'

Filmagem terrível mostra macacos sendo tatuados, drogados, testados e depois assassinados em ‘instalação de teste em animais’

ATENÇÃO: CENAS ANGUSTIANTES

Foi liberada a filmagem que mostra as péssimas condições sofridas por macacos no maior centro de pesquisa de primatas da Europa.

Defensores dos direitos dos animais da Animal Defenders International (ADI) afirmam ter gravado o filme com o uso de câmeras escondidas no Biomedical Primate Research Centre, nos Países Baixos.

Pode-se ver os macacos sendo sedados com injeções e tatuados enquanto ainda estão conscientes durante os procedimentos.

De acordo com o site MailOnline, ativistas dizem que alguns ficaram feridos com gravidade depois que seus companheiros de gaiola estressados os atacaram, após serem incapazes de lidar com seus arredores.

Os animais foram sedados, mas permaneceram conscientes durante os procedimentos e nota-se que eram capazes de sentir. Então quando voltavam aos poucos dos efeitos das injeções, permaneciam sem atendimento e grogues, o que os tornava vulneráveis a ferimentos.

Havia também filmagens de seus captores enquanto cantavam a música “Pretty Fly (For a White Guy)”, do The Offspring, no que parecia estarem se divertindo, com a ADI dizendo que estavam “alheios à situação”.

Os macacos se feririam ao lutar com seus colegas e, quando não tinham mais serventia para a instalação, supõem-se que seriam eutanasiados na frente de seus companheiros de gaiola.

Jane Goodall, Mensageira da Paz da UN e fundadora do Jane Goodall Institute disse: “a forma como são tratados no vídeo é chocante e desumana”.

Born To Suffer

BORN TO SUFFER – monkeys at the Biomedical Primate Research Centre in the Netherlands. Caught on camera by ADI at Europe’s largest primate facility: animals scared and chased into crush cages; sedated but still conscious monkeys twitching and wincing as they are tattooed and tested; animals with painful injuries from fighting and anal prolapses, the stress of their unnatural environment and the procedures they are subjected to taking their toll; workers showing little respect for the helpless monkeys, singing and dancing around them. ALL THIS BEFORE THE EXPERIMENTS EVEN BEGIN. Their suffering, and that of tens of thousands of primates bred for and used in research worldwide, will only stop when the experiments stop. This International Primate Day, on 1 September, please take action to save the primates: http://bit.ly/international-primate-day-2018 #InternationalPrimateDay #savetheprimates

Publicado por Animal Defenders International em Sexta, 31 de agosto de 2018

“Na minha opinião, os envolvidos nesses tipos de pesquisa com primatas deveriam considerar o uso de procedimentos alternativos que não envolvam experimentos em seres inteligentes e sencientes”.

“Essa pesquisa deveria ser eliminada o quanto antes”.

O Biomedical Primate Research Centre é a maior instalação da Europa, cria animais para uso próprio e de outros laboratórios e colabora com pesquisadores do Reino Unido e dos Estados Unidos.

Fotos: Animal Defenders International (ADI)

De acordo com o MailOnline, dados recentes mostram que o uso de primatas mais que triplicou, de 95 em 2016 para 317 em 2017.

A instalação tem 1600 primatas, a maioria macacos mantidos em grupos reprodutores de 20 a 40 indivíduos.

A filmagem foi feita em março de 2017 e lançada em 1º de setembro deste ano, dia internacional do primata.

As pessoas estão indignadas com o vídeo, e uma pessoa escreveu em uma rede social: “não posso assistir a isso, o que posso dizer é que pessoas que participam desses atos são sádicas, é absolutamente desnecessário tudo isso!”

Outro acrescentou: “MONSTROS!!!! Isso deve ser o que inspirou filmes de terror sobre abduções de aliens, sendo examinados e torturados por aliens sociopatas como pedaços de carne”.

“Isso é o que esses pobres seres enfrentam. É além de horrível. É o pior e mais perturbador dos pesadelos. Espero que esse vídeo tenha o mesmo impacto naqueles que têm poder para acabar com isso”.

Por Rebecca Shepherd  / Tradução de Juliana Ribeiro

Fonte: Lad Bible

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.