Galos usados em rinha de briga são resgatados pela polícia no interior de São Paulo

Polícia Ambiental apreendeu 25 aves com sinais de maus-tratos. Flagrante aconteceu na zona rural de Boituva; 14 pessoas foram detidas e multadas.

399
Galos com sinais de maus-tratos foram encontrados em chácara de Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Galos com sinais de maus-tratos foram encontrados em chácara de Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

A Polícia Ambiental resgatou 27 galos que estavam com sinais de maus-tratos e eram usados em rinha de briga, na zona rural de Boituva (SP). Ao todo, 14 pessoas foram detidas e multadas.

Segundo a polícia, a apreensão aconteceu no sábado (9). Equipes foram até a chácara após denúncias anônimas informarem que os animais estavam sendo usados para rinha.
Durante vistoria, os policiais localizaram duas arenas montadas, quadros de identificação com nomes dos apostadores e valores das apostas.

Já os animais foram encontrados em caixas de papelão e de madeira sem ventilação, alimentação e sem água. Muitos tinham ferimentos e estavam com as esporas amputadas.

Galos com sinais de maus-tratos foram resgatados pela polícia em Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Galos com sinais de maus-tratos foram resgatados pela polícia em Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Ainda segundo a polícia, foram localizados em um cômodo medicamentos que eram aplicados nos animais após as lutas, entre eles coagulante, terramicina, que é um tipo de antibiótico, e vermífugos.

Também foram apreendidas 200 anilhas para marcação, seringas, tesouras, 21 proteções para bico, 38 esporas de plástico, seis capas usadas na cabeça dos galos, 21 biqueiras, uma balança digital e 52 canecas.

Segundo a polícia, 14 pessoas foram detidas e multadas (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Segundo a polícia, 14 pessoas foram detidas e multadas (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Das 14 pessoas detidas, sete foram enquadradas como proprietários das aves e terão de pagar um auto de infração ambiental no valor de R$ 3 mil para cada animal. As outras sete pessoas foram enquadradas como espectadores ou apostadores, e também deverão pagar um auto de infração ambiental no valor de R$ 3 mil cada um.

A ocorrência foi registrada na delegacia e os 14 suspeitos vão responder o processo em liberdade. Os animais resgatados passaram por atendimento veterinário e foram acolhidos por uma instituição filantrópica da cidade. O laudo do médico veterinário será incluído no processo.

Animais estavam em caixas de papelão e de madeira, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Animais estavam em caixas de papelão e de madeira, segundo a polícia (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Policiais encontraram chácara usada para rinha de briga de galos em Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)
Policiais encontraram chácara usada para rinha de briga de galos em Boituva (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.