Gato é resgatado após cair e ficar dentro de poço por 7 dias, em RO

Bombeiros resgataram o gato nesta terça-feira (24), em Ariquemes. Um borracheiro deu comida ao animal por um balde, que era descido no poço por uma corda.

337
Animal foi resgatado nesta terça, 24 (Foto: Edelson Magno/Arquivo pessoal)
Animal foi resgatado nesta terça, 24 (Foto: Edelson Magno/Arquivo pessoal)

Um borracheiro adotou um gato que foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros após cair dentro de um poço e ficar preso dentro do buraco durante uma semana, em uma propriedade rural da BR-364, na região de Ariquemes (RO). Segundo a corporação, o resgate aconteceu nesta terça-feira (24) e o animal estava a 13 metros de profundidade.

Ao G1, Jocimar Pereira contou que uma pessoa viu o gato no buraco e não deu muita importância.

O borracheiro então ligou para os bombeiros, mas devido ao baixo efetivo e o grande número de ocorrências na cidade, os militares só puderam fazer o resgate do gato nesta terça-feira.

Enquanto o resgate não era feito, o morador revelou que ficou cuidando para que o bichinho não morresse. “Eu dava comida pra ele descendo um balde no poço. Tentei tirar ele, mas o bicho tava bravo demais”, conta.

Ao ir cuidando do animal, mesmo de fora do poço, o borracheiro decidiu adotar o gato por causa do vínculo que teve. “Eu gosto desses bichos e como eu fui cuidando dele esses dias, fui criando amor”, explica.

De acordo com o bombeiro Magno Wudarski, que ajudou no resgate, o gato estava entre as manilhas do poço, a 13 metros de profundidade.

Animal foi adotado por morador (Foto: Edelson Magno/Arquivo pessoal)
Animal foi adotado por morador (Foto: Edelson Magno/Arquivo pessoal)

Um tripé precisou ser montado para que um militar descesse no poço e resgatasse o gato, já que ele estava nervoso e não havia a possibilidade de “pescá-lo”.
Jocimar elogiou o trabalho dos bombeiros e disse que esse é o primeiro gato dele. “Os bombeiros estão de parabéns pela prestatividade. Ainda estou pensando no nome que vou dar pra o bichano”, finalizou.

Por Diêgo Holanda

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.