Gato que levava celular para presos morre eletrocutado no Sertão da Paraíba

Gato que levava celular para presos morre eletrocutado no Sertão da Paraíba

Um gato foi encontrado na Colônia Penal Agrícola da cidade de Sousa, no alto Sertão, com aparelhos de telefone celular amarrados no corpo. A direção do local abriu ontem a investigação para saber qual o apenado responsável pela ação.

De acordo com o diretor da colônia, Charles Martins, o animal estava com quatro aparelhos, todos com chips. Ele disse que considera um momento de sorte ter avistado o gato antes que chegasse aos presidiários.

“Os agentes viram o bicho e tentaram capturá-lo, sem machucar, mas ele se assustou e pulou pela barreira elétrica. Ver o gato foi sorte, porque a colônia é muito extensa, então é difícil ver um bicho pequeno entrando”, contou. O animal morreu eletrocutado.

Charles falou que foram iniciados os trabalhos para identificar e, consequentemente, punir o culpado. Além de responder criminalmente, o apenado também comentou falta administrativa grave e deverá ser punido com isolado por dez dias e ter possível uma progressão de pena prejudicada.

“Na Colônia agrícola deveria funcionar o semiaberto, foi construída para isso. Mas todos os presos cumprem pena em regime fechado”, completou o diretor. O local conta 270 detentos.

Por Wênia Bandeira

Fonte: Correio de Paraiba

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.