Gatos são mortos por envenenamento no campus da UFMT em Cuiabá, denunciam universitários

Estudantes encontraram animais mortos e exames comprovaram mortes por envenenamento.

193
Animais estão sendo mortos por envenenamento no campus da UFMT (Foto: Brunna Golembiouski/ Arquivo pessoal)
Animais estão sendo mortos por envenenamento no campus da UFMT (Foto: Brunna Golembiouski/ Arquivo pessoal)

Estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) denunciam o envenenamento de gatos no campus de Cuiabá. De acordo com a aluna de administração Brunna Golembiouski, os corpos dos animais passaram por necrópsia, que confirmou a morte por envenenamento.

Além da necrópsia, Brunna contou que pedaços de veneno foram encontrados nos potes de ração dos gatos, que vivem no campus.

“Levamos ração para os gatos todos os dias. Já tem um tempo os comedouros e bebedouros que instalamos estão sendo destruídos. Depois, encontramos pedaços de veneno na ração. Acreditamos que seja veneno de rato”, contou.

Ela contou que só no prédio onde funciona o curso de nutrição da UFMT, quatro gatos foram encontrados mortos na última semana.

“Temos relatos de outros estudantes que também encontraram gatos mortos em outros prédios da UFMT. Isso é revoltante. Quem está fazendo isso está cometendo um crime”, disse.

Segundo ela, os universitários procuraram a reitoria da UFMT para ter acesso às imagens das câmeras de segurança dos prédios.

“Nos informaram que as câmeras não estavam funcionando. O acesso às imagens ajudaria também nos inúmeros casos de abandono de animais que acontecem no campus”, contou.

Vários estudantes postaram mensagens nas redes sociais denunciando o crime (Foto: Facebook/ Reprodução)

A universitária faz parte do projeto Lunar, que desde o ano passado realiza trabalhos para auxiliar no controle da superpopulação de gatos na faculdade.

Mesmo com o projeto, Brunna contou que é difícil fazer a castração de todos os gatos, pois a cada dia mais pessoas abandonam animais na UFMT.

“A cada um que castramos, dez são abandonados. A gente nunca consegue eliminar essa superpopulação, é quase como um trabalho de ‘enxugar gelo’. A UFMT virou um depósito de animais”, disse.

Envenenar ou maltratar animais é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais. De acordo com a Lei Federal 9.605, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados é crime previsto com detenção de três meses a um ano, além de multa.

Veneno foi encontrado em alimentos (Foto: Divulgação)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.