GNR chamada a caso de negligência animal em Funchal, Portugal

GNR chamada a caso de negligência animal em Funchal, Portugal

Na última semana, a Guarda Nacional Republicana (GNR) foi pela terceira vez chamada ao Beco dos Arrifes, no Funchal, na sequência de denúncias de negligência animal.

A GNR levantou autos por falta do ‘chip’, falta do licenciamento na Junta de Freguesia e por falta do dever de cuidador do animal, “ mas desde então nada mudou e o cão continua votado ao abandono no interior da residência”, garantiu ao DIÁRIO um transeunte que por ali passa todos os dias.

A mesma fonte referiu que o cão, de grande porte, dorme numa casota sem tecto e que nestes dias de temporal “passou dia e noite ao relento, completamente encharcado sem ter um lugar onde se abrigar da chuva”.

Afirmou também que o animal está “ bastante magro” e que “raramente tem uma tigela com água, estando visivelmente subnutrido ”.

A mesma fonte, que preferiu não ser identificada, garante que o cão encontra-se num local “com muita sujidade” e que recolhe-se muitas vezes nas escadas, tal como ilustra a fotografia.

“O cão está em condições miseráveis e é urgente fazer alguma coisa”, referiu, pedindo às entidades competentes para solucionarem este problema “que dá dó e que está à vista de todos os que por ali passam”.

A GNR garante que este caso não se enquadra dentro dos maus tratos a animais de companhia porque “isso tem um quadro penal próprio e tem de se verificar alguém que esteja a infligir dor ou morte ao animal, o que não se verifica neste caso”.

Por Andreína Ferreira 

Fonte: D Notícias / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.