Crédito: Gabriel Inamine/PMSBC

Guarda Ambiental de São Bernardo (SP) resgata cães vítimas de maus-tratos no Rudge Ramos

A Guarda Civil Municipal (GCM) de São Bernardo resgatou neste sábado (09/02) um casal de cães submetidos a maus tratos, no bairro Rudge Ramos. A ocorrência foi registrada após denúncia de vizinhos, que testemunharam e gravaram agressões contra os animais, realizadas com golpes de corda e de cinto. Os tutores foram encaminhados ao 2º DP de São Bernardo e tiveram a guarda dos animais retirada, além de receberem multa no valor de R$ 3 mil, por prática de abuso de animais.

De acordo com testemunhas, os cachorros, chamados Sasha e Bob, sem raça definida, vinham sendo alvo de agressões constantes por parte dos proprietários, mesmo após alertas e ameaças de denúncia por parte de vizinhos. Diante da postura violenta dos donos, um vídeo de um dos momentos de agressão foi encaminhado à Comissão de Proteção e Defesa dos Animais e Advogados Ativistas (CPDA), que, por sua vez, fez a denúncia formal de maus-tratos às autoridades.

Os animais resgatados foram examinados e encaminhados para abrigos temporários escolhidos pela CPDA. A remoção dos cachorros do local foi determinada pelo delegado do caso, como forma de assegurar o bem-estar e até a vida dos animais. Os envolvidos já haviam sido tutores de outros dois cães mortos por perfuração no intestino e envenenamento, cujas circunstâncias não chegaram a ser investigadas.

“Agredir um animal indefeso, além de ser um ato cruel, é uma covardia, uma vez que se trata de um ser dócil, incapaz de compreender a situação. Defendo uma penalização dura contra este tipo de infrator. Quando fui deputado, apresentei um projeto de lei, posteriormente sancionado pelo então governador Geraldo Alckmin, para impedir que este tipo de infrator obtenha a posse de outros animais dentro do período de cinco anos, com objetivo de evitar reincidências”, destacou o prefeito Orlando Morando.

BEM-ESTAR ANIMAL

Além do recebimento de denúncias, a Guarda Ambiental de São Bernardo tem ampliado as rondas preventivas em bairros estratégicos, com intuito de coibir maus-tratos e posse ilegal de animais silvestres. Entre setembro e dezembro do ano passado, foram recuperados 1.306 pássaros, cujas posses eram irregulares ou submetidas a rinhas e outros maus-tratos. Um total de 22 pessoas foram autuadas, com multas ambientais que chegaram a quase R$ 7 milhões.

Fonte: ABC do ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.