Manchinha em janeiro deste ano no zoológico de Rio Preto — Foto: Divulgação

Hipopótamo de seis anos morre no zoológico de Rio Preto, SP

O hipopótamo Manchinha, que vivia no zoológico de São José do Rio Preto (SP), morreu neste sábado (23) aos seis anos de idade.

O animal nasceu em maio de 2012 no próprio Bosque Municipal. Ele vivia no zoológico junto a mais dois hipopótamos, que são os pais dele. Segundo os veterinários, Manchinha era considerado um adolescente. Os hipopótamos podem viver até os 50 anos.

VÍDEO: Hipopótamo de seis anos morre no zoológico de Rio Preto

A Secretaria do Meio Ambiente informou a morte do animal na manhã desta terça-feira (26) e disse que o tratador do local observou que ele não comeu o alimento servido na parte da manhã e percebeu que ele não retirava a cabeça d’água para respirar.

Na necropsia foram identificadas lesões no estômago, intestino e um corpo estranho em uma válvula do intestino. Foi colhido material para análises laboratoriais para confirmar as causas da morte do Manchinha.

Manchinha e a mãe em 2012, ano em que o animal nasceu — Foto: Divulgação
Manchinha e a mãe em 2012, ano em que o animal nasceu — Foto: Divulgação

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Desrespeito não é só a (comum) violação de regras pelos visitantes de zoológicos. O maior desrespeito aos animais é mantê-los encarcerado, uma pena de prisão perpétua que fere seus interesses mais básicos.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.