Homem é indiciado 17 vezes por morte de cão a facadas nos EUA

Homem é indiciado 17 vezes por morte de cão a facadas em ritual nos EUA

A polícia da cidade de Hollywood, na Flórida, nos Estados Unidos, apresentou 17 pedidos de indiciamento contra um homem acusado de matar a facadas e golpes um cachorro da raça pitbull, que foi encontrado dentro de uma mala na rua em outubro, informaram nesta sexta-feira veículos de imprensa locais.

Brendan Evans, de 31 anos, está detido em uma prisão do condado de Broward e foi acusado de 17 crimes de “crueldade animal”, um para cada golpe de faca que desferiu no cachorro Ollie.

Ollie, que foi encontrado ainda vivo, morreu dois dias depois de ser resgatado e tratado em um hospital de animais, com cortes profundos e pancadas, segundo o jornal “Sun Sentinel”.

Especialistas da polícia identificaram o DNA encontrado na mala com o de Evans, que estava em liberdade condicional por um assalto a banco em 2015 na cidade de Tampa (Flórida).

Após uma operação de busca e apreensão no imóvel do suspeito antes de sua detenção, os agentes da polícia encontraram “duas patas de gato e vários ratos mutilados em um freezer, além de rabos e cabeças”.

Também foram encontradas facas cobertas de sangue seco e um facão de 18 polegadas de comprimento, segundo a polícia.

Em mensagens postadas nas redes sociais, Evans se apresentava como um “sacerdote de vodu” que praticava uma religião afro-cubana com rituais envolvendo sacrifícios de animais.

Fonte: Jornal Floripa

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.