Homens amarram corda à cauda de cavalo e usam animal para rebocar carro em Alagoas, AL

Imagens geraram discussão nas redes sociais sobre maus-tratos. Em alguns momentos, é possível ver a dificuldade do cavalo para puxar o veículo.

1448
Internauta flagra cavalo sendo utilizado para rebocar carro em Alagoas (Foto: Reprodução / TV Gazeta)
Internauta flagra cavalo sendo utilizado para rebocar carro em Alagoas (Foto: Reprodução / TV Gazeta)

Três pessoas foram flagradas utilizando um cavalo para rebocar um carro na BR-104, entre Rio Largo, na Região Metropolitana, e Maceió. O vídeo da ação foi postado no Facebook nesta segunda-feira (23), dando início a um debate entre internautas sobre maus-tratos ao animal.

Nas imagens cedidas ao G1 é possível ver que uma corda foi amarrada à cauda do cavalo e a outra extremidade amarrada ao para-choque do veículo. O vídeo foi gravado pelo caminhoneiro Isaac Pinto de Moura no último sábado (21), na rodovia, no caminho entre o Cruzeiro do Sul e o bairro da Forene.

“O cavalo, pelo que deu para ver, já vinha puxando o carro há muito tempo. A gente filmou por achar estranho. A princípio foi engraçado, diferente, mas depois a gente vê pela questão do animal. Puxando um veículo com o rabo. Isso foi tortura para ele”, relata Moura.

Em alguns momentos a cauda do cavalo estica, por causa do peso do veículo, e ele tem dificuldades de continuar trotando. A pessoa em cima do animal vira o rosto para não aparecer na filmagem. Dentro do carro sendo puxado, o homem no banco do passageiro também filma a situação com um celular.

Até o momento da publicação desta reportagem, o vídeo já havia sido visto mais de 10 mil vezes. Nos comentários, os internautas se mostram indignados com a situação.

“Agora eu me pergunto: cadê a punição para isso? Além de [poder] provocar um acidente de trânsito. Senhor, quanta irresponsabilidade desses jovens”, diz um dos comentários da postagem.

O artigo 32 da Lei Federal nº 9605/98 determina pena de detenção de três meses a um ano e multa para quem ferir, maltratar, abusar ou mutilar animais silvestres, nativos, exóticos, domésticos ou domesticados, como é o caso dos cavalos.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.