Objeto utilizado para cometer os maus tratos foi apreendido pela PM (Foto: Reprodução)

Idoso foragido da Justiça é preso após matar cachorra e cinco filhotes com porrete em Goianápolis, GO

Um idoso, foragido da Justiça pelo crime de homicídio, foi preso na tarde de quarta-feira (26) após matar uma cadela com seus cinco filhotes em Goianápolis, a 49 quilômetros de Goiânia. Para a Polícia Militar (PM), o suspeito justificou que a cachorra estava com o vírus da raiva e teria mordido os filhotes.

Era por volta de 18h20 quando uma viatura da PM foi acionada para atender uma ocorrência de maus-tratos de animais em uma chácara que fica na zona rural de Goianápolis. Ao chegar no local, os militares foram recebidos pelo suspeito, Adair da Silva, de 71 anos.

Durante a abordagem, os policiais constataram que o idoso era foragido da justiça pelo crime de homicídio, expedido pela comarca de Senador Canedo. Questionado sobre os maus-tratos de animais, o homem confessou o crime e disse que matou a cadela e seus cinco filhotes com um porrete. Ele ainda levou os policiais até o local onde os cachorros haviam sido jogados.

Para os militares, ele alegou que a cachorra estava com o vírus da raiva e teria mordido seus filhotes, no entanto, ele não compareceu em nenhuma clínica veterinária para confirmar a doença do animal. O idoso foi preso em flagrante e o porrete utilizado nos maus-tratos foi apreendido.

O suspeito foi conduzido para a 24º Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela prática de maus-tratos. Posteriormente, o idoso foi levado para a Central de Flagrantes onde foi autuado e cumprido o mandado de prisão em aberto.

Fonte: Mais Goiás

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.