Incêndio em presépio vivo provoca nove mortes em Portugal

A Polícia Judiciária está a investigar as causas do incidente que destruiu toda a estrutura e provocou a morte a um homem e a oito animais.

Um homem e oito animais morreram, esta madrugada, na sequência de um incêndio que deflagrou num presépio vivo, na localidade de Carvalhos, em Vila Nova de Gaia.

A Polícia Judiciária está a investigar as causas do incidente que provocou a morte de um homem, que estaria encarregue de vigiar o local, e de oito animais (dois póneis, um vitelo, uma cabra, dois coelhos e duas galinhas).

Segundo comandante dos bombeiros dos Carvalhos, a vítima mortal era fumadora, situação que pode ter estado na origem das chamas que consumiram toda a estrutura, composta por madeira e palha. “O homem, na casa dos 30 anos, fumava cachimbo e pode ter adormecido enquanto fumava”, disse Joaquim Silva à Renascença.

Uma das prioridades do combate às chamas foi evitar que se propagassem à capela da Senhora da Saúde, onde o presépio foi montado. Um combate “difícil” devido à intensidade com que deflagrou o incêndio, explicou ainda o comandante dos bombeiros.

Os sapadores de Vila Nova de Gaia enviaram para o terreno 11 efectivos e quatro viaturas, aos quais se juntaram nove homens e o mesmo número de veículos dos bombeiros dos Carvalhos.

O fogo teve início às 0h40 e foi dado como extinto às 2h03.

Fonte: Renascença (Portugal) / mantida a grafia original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.