Tutores de animais recorrem a atendimento particular após interdição da GPA em Caruaru (Foto: Reprodução)

Interditada há um mês, falta de serviços da GPA prejudica tratamento de animais, em Caruaru, PE

O atendimento da Gerência de Proteção Animal (GPA) de Caruaru, no Agreste, segue suspenso temporariamente pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária de Pernambuco desde novembro deste ano. De acordo com o conselho, a GPA não é registrada e apresenta irregularidades, como falta de estrutura no local.

Vídeo: Tutores de animais recorrem a atendimento particular após interdição da GPA em Caruaru

O conselho determinou que as mudanças fossem realizadas em um prazo de 30 dias. Enquanto o serviço não é retomado, donos e cuidadores de animais do município estão recorrendo a atendimentos particulares.

A professora Elza Oliveira precisou de atendimento cirúrgico para filhotes de gatos e procurou a unidade, que estava fechada. “A gente sabe que tem prioridade na assistência da saúde de nós, seres humanos, mas os animais também precisam disso”, disse.

Por meio de nota, a Secretaria de Serviços Públicos informou que a abertura da licitação para a contração de clínicas veterinárias parceiras está prevista para janeiro. Ainda segundo a secretaria, essas clínicas serão conveniadas para a realização de procedimentos mais complexos, como cirurgias, e a GPA passa a funcionar como um consultório, para os casos mais simples.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.