Internet se revolta após meninas torturarem cães e gatos e postarem vídeos nas redes sociais

Tem como perdoar? Essa questão provavelmente vai te seguir até o fim deste post. Fica difícil simplesmente ignorar algo assim.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

Segundo o India Times, tudo começou com Aline Orlova e uma garota russa, Alena Savchenko, de 19 anos. O hobbie delas, na verdade, não é nem um pouco convencional. Tá mais para assustador mesmo.

Ambas gostavam de torturar e até mesmo matar cães e gatos para depois postar nas redes sociais sua façanha.

eua_internet_revolta_meninas_torturarem_caes_gatos2

eua_internet_revolta_meninas_torturarem_caes_gatos3

As cenas são de arrepiar qualquer um. Desde gatos totalmente assustados por um face e um cachorro pregado na parede. E isso não é nem o começo. Alguns cães foram até erguidos por suas coleiras e baleados com uma pistola pneumática. Enquanto isso, gatos tiveram suas vísceras retiradas.

O que se sabe é que esses crimes teriam acontecido em um hospital abandonado, longe dos olhos do público.

Mas elas não poderiam ficar impunes, não é mesmo?! Alguém, cedo ou tarde, veria essas fotos e perceberia, claramente, o que estava acontecendo. Tanto é que ambas só foram reconhecidas, verdadeiramente, depois de várias pessoas fazerem uma petição online.

eua_internet_revolta_meninas_torturarem_caes_gatos4

eua_internet_revolta_meninas_torturarem_caes_gatos5

eua_internet_revolta_meninas_torturarem_caes_gatos6

Agora, tanto Aline, expulsa por falha acadêmica da Universidade de Tecnologia, como Alena, estudante da Pacific State University, estão presas. E, apesar das comprovações, Aline teria negado as alegações, culpando a amiga de ter usado do photoshop para alterar as imagens e culpá-la. No que você acredita?

A pergunta que fica agora é: como alguém consegue ser capaz de algo assim?

Por Beatriz Ponzio

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.