Jacaré 'caolho' capturado no meio da rua é devolvido à natureza em SP

Jacaré ‘caolho’ capturado no meio da rua é devolvido à natureza em SP

Um jacaré do papo amarelo de 2,1 metros, que foi encontrado durante um temporal em São Vicente, no litoral de São Paulo, foi devolvido à natureza. Ele foi solto em um trecho do Rio Jurubatuba, na Área Continental de Santos.

Vídeo: Jacaré é devolvido à natureza depois de ser encontrado em área urbana de São Vicente.

De acordo com o Secretaria do Meio Ambiente de São Vicente, no dia 10 de abril, a Guarda Municipal foi acionada pela gestora do Parque Estadual Xixová-Japuí, por volta das 18h30, após moradores das proximidades alertarem sobre a presença do animal que estava em uma mata na Avenida Saturnino de Brito, ao lado do número 941, na Prainha Branca. Imagens obtidas pelo G1 mostram o momento em que o animal é contido pela equipe.

Após ser recolhido pelos guardas, o jacaré foi levado para o Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (CEPTAS), em Cubatão. Ele passou por vários exames médicos. A equipe descobriu que ele é um macho, adulto e que não enxerga com um dos olhos. O animal passou por uma avaliação comportamental.

O jacaré capturado é o maior da espécie a passar pelo CEPTAS nos últimos três anos. Depois de receber todos os cuidados médicos, os profissionais viram que o animal estava apto para retornar à natureza.

Nesta terça-feira (16), o jacaré foi colocado em uma caixa para ser transportado. Os guardas municipais que fizeram o resgate, após o temporal, foram até o Centro para transportá-lo. Eles levaram o jacaré até um trecho do Rio Jurubatuba, na Área Continental de Santos. Os guardas o retiraram da caixa e ele se debateu bastante. Depois de ser desamarrado, ele seguiu para o rio. O animal deu um susto na equipe e, depois, resolveu voltar finalmente para o seu habitat natural.

O jacaré foi contido por guardas civis ambientais de São Vicente, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Vicente

Fonte: G1 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.