Jacarés encontrados em porta-malas no AP seriam consumidos na ceia do réveillon, diz PM

Resgatados vivos e amarrados, os dois animais foram soltos na região. Batalhão Ambiental fez apreensão durante fiscalização em Tartarugalzinho, na sexta-feira (29).

641
Jacarés estavam no porta-malas de um carro parado em fiscalização no Amapá (Foto: Batalhão Ambiental/Divulgação)
Jacarés estavam no porta-malas de um carro parado em fiscalização no Amapá (Foto: Batalhão Ambiental/Divulgação)

Dois jacarés foram encontrados vivos no porta-malas de um carro no interior do Amapá pelo Batalhão Ambiental, da Polícia Militar (PM) do Amapá, na sexta-feira (29). Os animais estavam amarrados e seriam mortos, para serem consumidos no jantar do réveillon, na capital, de acordo com os militares.

VÍDEO: Jacarés são apreendidos pela polícia no porta-malas de um carro no AP

Uma equipe da PM montou uma barreira de fiscalização desde a noite de quinta-feira (28) em um ramal que liga as comunidades de Terra Firme ao Lago Novo, no município de Tartarugalzinho, a 203 quilômetros de Macapá.

Um dos jacarés apreendidos no Amapá tinha cerca de 2 metros (Foto: Batalhão Ambiental/Divulgação)
Um dos jacarés apreendidos no Amapá tinha cerca de 2 metros (Foto: Batalhão Ambiental/Divulgação)

A apreensão ocorreu pela madrugada, durante vistoria no veículo. Um dos jacarés tinha quase 2 metros de comprimento e outro tinha certa de 1 metro. Segundo a PM, o motorista do carro contou que estava transportando os animais para a capital, cujas carnes seriam servidas no jantar da virada para o Ano Novo.

Sem graves ferimentos, os animais foram soltos na região. O motorista flagrado foi identificado e o crime ambiental foi registrado na Delegacia de Polícia do Interior (Depol/DPI).

Animais eram levados escondidos no porta-malas de carro em Tartarugalzinho (Foto: Reprodução)
Animais eram levados escondidos no porta-malas de carro em Tartarugalzinho (Foto: Reprodução)

Por Fabiana Figueiredo

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.