Jornalista David Arioch lança livro de culinária vegana com 150 receitas – Olhar Animal
Jornalista David Arioch lança livro de culinária vegana com 150 receitas

Jornalista David Arioch lança livro de culinária vegana com 150 receitas

Recentemente, o jornalista David Arioch lançou pela Editora Simplíssimo, de Porto Alegre, o livro “Vegaromba – Culinária Vegana”, um livro que oferece 150 opções de alimentos sem ingredientes de origem animal – como ovos, laticínios, carnes e mel. Ele conta que muitas das receitas são simples e acessíveis, voltadas para os mais diferentes paladares. A obra está dividida nas categorias assados, barrinhas, bolachas, bolinhos, bolos, bombons, brownies, cookies, geleias, hambúrgueres, leites vegetais, maioneses, mousses, pães, panquecas, patês, pavês, pudins e shakes.

“Há alguns outros tipos de alimentos também, inclusive crudívoros [preparados crus]. São receitas indicadas para quem busca simplesmente opções livres de ovos, laticínios e mel; para praticantes de atividades físicas, para quem quer apenas diversificar a alimentação ou se alimentar melhor; e também para quem se considera um desastre na cozinha”, conta. Muitas das receitas que compõem o livro são de preparo simples, demandam poucos ingredientes e mostram como pode ser descomplicado e divertido preparar alimentos sem ingredientes de origem animal.

“A proposta é aproximar mais as pessoas dessa realidade dos alimentos vegetais, que obviamente são mais saudáveis. Temos uma infinidade de opções de ingredientes e alimentos; e nesse livro eu mostro como é possível cozinhar de forma não convencional, sem gastar muito dinheiro e sem usar produtos baseados em animais”, explica, acrescentando que o nome “Vegaromba” é uma brincadeira com as palavras vegano e maromba, já que inúmeras receitas do livro são voltadas para praticantes de musculação.

O livro de 150 páginas foi lançado em versão digital e está à venda por R$ 10 na Simplíssimo, Amazon, Apple, Google, Kobo, Wook, Livraria Cultura e Livraria Saraiva. “Cada vez mais as pessoas estão buscando o livro digital por dois fatores – o preço para o consumidor final, que pode equivaler a 30% do valor de um livro impresso, o que facilita mais o acesso e a circulação da obra, e também porque é fácil de transportar, já que basta ter um dispositivo que permite acessá-lo, podendo ser inclusive um smartphone”, justifica David Arioch, que é vegano, e mantém dois blogs atualizados regularmente – davidarioch.com, de jornalismo cultural – e www.vegaromba.com, de culinária vegana.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.