Jovem encontra gatos abandonados dentro de saco, resgata e coloca para adoção em Santarém, no Pará – Olhar Animal
Os três gatos na casa de Dan Figueira aguardando serem adotados (Foto: Dan Figueira/Arquivo Pessoal)

Jovem encontra gatos abandonados dentro de saco, resgata e coloca para adoção em Santarém, no Pará

Era para ser um dia normal para Dan Figueira, 28 anos, bacharel em administração. Ao passar por um cruzamento movimentado de Santarém, no oeste do Pará, avistou algo diferente e comovente. Em um saco plástico, miados em alto tom. Foi o início de um resgate emocionante de três gatos.

Ao abrir o saco plástico, Dan encontrou os animais, ainda filhotes, sem lar para viver. Os pequenos, indefesos, foram abandonados há uma semana, na esquina da avenida Plácido de Castro com a travessa Silva Jardim, bairro Aparecida, debaixo de uma castanhola.

Gatos no dia em que foram encontrados, no bairro Aparecida em Santarém (Foto: Dan Figueira/Arquivo Pessoal)
Gatos no dia em que foram encontrados, no bairro Aparecida em Santarém (Foto: Dan Figueira/Arquivo Pessoal)

Dan pegou os gatos e levou para casa. Nos primeiros dias, eles não comiam ração, eram novinhos e só bebiam leite. Dias depois, começaram a comer ração. Assim como resgatar, é preciso combater o abandono. Castrar e cuidar é a melhor estratégia.

“Minha reação foi de tristeza. Eles vieram para cima de mim, estavam com fome. Não consigo ver uma situação dessas e achar que não é comigo. Penso que todos podemos fazer alguma coisa, como alimentar um animal de rua ou tirá-lo se estiver em situação de perigo”, afirmou Figueira.

Postagem feita pela ONG Lar do Amor nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook/Lar do Amor)
Postagem feita pela ONG Lar do Amor nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook/Lar do Amor)

A casa pequena impede que Dan crie os três gatos. Por isso, mantém eles sob os cuidados necessários e colocou os três para adoção. Fez contato com voluntários da ONG Lar do Amor, que cuida e resgata animais em situação de risco em Santarém.

“Fico triste e ao mesmo tempo com raiva de ver essas situações, abandonarem os animais como se fossem lixos, sem se preocupar se eles irão sobreviver. Eles iam morrer lá”, diz Dan Figueira

As fotos postadas nas redes sociais da ONG chamaram a atenção de muitas pessoas envolvidas diretamente na proteção e nos direitos dos animais. Agora, a torcida é para que os gatinhos possam ganhar um novo lar, onde possam receber cuidado, atenção e carinho.

Como adotar?

Quem tiver interesse em adotar um dos gatos, basta entrar em contato com Dan Figueira, pelo telefone 93 99106 4597 ou com a ONG. É preciso demonstrar interesse e ter condições mínimas para manter o animal bem, com alimentação e serviços básicos de saúde.

Maltratar animais é crime

O artigo 32 da Lei 9605/95 prevê prisão de três meses a um ano e multa para quem, praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos no Brasil. Denúncias podem ser feitas à polícia a qualquer hora pelo telefone 190 (em Santarém).

O que pode considerar maus tratos?

  • Abandonar, espancar, golpear, mutilar e envenenar
  • Manter preso permanentemente em correntes
  • Manter em locais pequenos e anti-higiênicos
  • Abrigar no Sol, na chuva ou no frio
  • Deixar de dar água e comida diariamente
  • Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido

Por Adonias Silva

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.