Jovem que colocou porquinha-da-índia em micro-ondas deve ser indiciada por maus-tratos

Jovem que colocou porquinha-da-índia em micro-ondas deve ser indiciada por maus-tratos.

7526
Jovem que colocou porquinha-da-índia em micro-ondas deve ser indiciada por maus-tratos
Frame de vídeo mostra o animal dentro do micro-ondas (Foto: Twitter/Reprodução)

Um vídeo de uma porquinha-da-índia sendo colocada por alguns segundos em um micro-ondas revoltou internautas. As imagens foram postadas nesta quarta-feira (26) por uma adolescente, de 16 anos, de Estância Velha.

Na manhã desta quinta-feira, a jovem prestou depoimento à Polícia Civil e o animal foi apreendido.

Segundo o delegado Luiz Fernando Nunes da Silva, que conversou com a adolescente, ela deve ser indiciada por maus-tratos como menor infratora e o caso será enviado à Justiça. A porquinha, que estava há cerca de oito meses com a família, está bem, mas ainda passará por análise de um veterinário e será encaminhada à Secretaria de Meio Ambiente. A Justiça definirá com quem o animal ficará, de acordo com o delegado.

Os pais da adolescente dizem que ato foi uma “brincadeira de mau gosto” e que a filha está muito arrependida. “Ela já chorou muito. Foi um deslize da parte dela e não vou defender, pois foi uma coisa errada. Ela está arrependida”, diz o pai, que afirma que já a repreendeu.

A família também diz estar sendo ameaçada até de morte por pessoas de todo o País nas redes sociais. Eles se dizem muito chateados e pedem desculpas pelo ato da filha.

Após a repercussão do caso, os perfis dela nas redes sociais foram removidos. Mesmo assim, o vídeo ainda circula na internet. O assunto é um dos mais comentados nas redes sociais, estando inclusive no topo dos trendings topics do Twitter.

O nome da jovem não foi divulgado em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O que diz a lei

Praticar ato de abuso, maus-tratos ou ferir ou mutilar animais é crime. A lei número 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, prevê detenção de três meses a um ano e multa para quem comete este tipo de delito.

Fonte: Diário de Canoas 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.