Lar Castelha acolhe mais de 300 cachorros abandonados em Araxá, MG

132

Araxá ganhou há cerca de cinco anos um espaço para animais abandonados: O Lar Castelha. A ideia do abrigo nasceu da protetora de animais Fernanda Castelha, que atualmente é vereadora. Tudo começou quando ela ganhou o seu primeiro cachorrinho de estimação. A partir daí veio o primeiro amor e a necessidade de ajudar e acolher os cães que se encontravam nas ruas da cidade. Fernanda foi resgatando, cuidando e quando viu já estava com mais de 300 cachorros no abrigo.

Fernanda é referência na cidade por fazer um trabalho tão extenso praticamente sozinha. E o Lar Castelha é um dos maiores abrigos da cidade. Ele fica localizado em uma chácara que seus pais cederam para abrigá-los. Atualmente o Lar Castelha não recebe nenhum tipo de ajuda financeira ou voluntária de empresa pública ou privada.  A ajuda vem de pessoas comuns que valorizam este trabalho voluntário e ajudam como podem, como a família da Fernanda, que nunca deixa o lar desamparado.

Cada peludinho que está ali tem uma história, a maioria foram resgatados muito debilitados, atropelados, doentes, mas que com os cuidados veterinários e em seguida levados para o Lar Castelha, hoje encontram-se saudáveis e em busca de uma família. O Lar Castelha atualmente tem passado por muitas dificuldades financeiras para adquirir ração e pagar atendimentos veterinários particulares. O abrigo precisa muito de apoio para a sua reestruturação. O Lar Castelha recebe algumas doações de pessoas comuns e o salário de vereadora de Fernanda é gasto integralmente em prol do abrigo.

O orçamento financeiro do abrigo, não consegue fechar positivo. Isso tudo, porque a Fernanda preza o bem-estar e a qualidade de vida dos cachorrinhos. Como ela mesmo diz: “Não temos dinheiro, mas temos muito amor.”

Hoje, o abandono de animais é um dos maiores problemas de saúde pública, tanto nos grandes centros urbanos, como nas cidades de interior. O sonho da protetora Fernanda é, além de conseguir reestruturar o abrigo para dar um conforto maior a eles, oferecer apoio veterinário gratuito para os cachorros do lar e até mesmo para os cães de pessoas de baixa renda, além de poder um dia adquirir rações de qualidade para os animais.

É possível fazer a diferença na causa de proteção animal e ajudar o Lar Castelha é uma das grandes possibilidades, além do mais qual quer pessoa que tiver o interesse em ir pessoalmente visitar os cãezinhos que estão abrigados no local serão bem-vindos. Além de doações financeiras, parcerias com marcas de ração, empresas, veterinários, farmácias, é necessário também voluntários para realizar inúmeras funções e claro que também é muito importante divulgar e compartilhar essa iniciativa.

Fernanda conta com a ajuda de dois funcionários no Lar Castelha que dão apoio aos cuidados dos peludinhos. Atualmente é preciso mais políticas públicas voltadas para a conscientização sobre o fim do abandono de animais, castração, procriação e a ética. É preciso políticas públicas para a proteção e a defesa dos direitos dos animais.

Por Germano Afonso 

Fonte: Blog Germano Afonso 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.