Laticínios: Pessoas colocam chamas sob os úberes de vacas

23210
Pessoas colocam chamas uberes vacas

Por Sarah V Schweig / Tradução de Alice Wehrle Gomide

“Úbere flamejante” é uma prática da indústria de laticínios que envolve passar uma chama larga abaixo das vacas para queimar os pelos dos seus úberes.

Os fazendeiros dizem que é como passar sua mão através de uma chama – mas ao contrário deste cenário, as vacas não estão voluntariamente passando seus corpos pelo fogo.

“As vacas não gostam muito do ‘úbere flamejante’!”, uma pessoa comentou em um fórum online de laticínios, e depois disse que as vacas “na verdade nem percebem”.

Mas, em primeiro lugar, por que passar uma chama embaixo da vaca?

“Os pelos nos úberes permitem que ocorra maior crescimento bacteriano, o que faz com que seja mais difícil limpá-los”, Susie Coston, diretora do santuário Farm Sanctuary, disse ao The Dodo, acrescentando que a prática é usada para prevenir mastite, uma infecção que pode surgir em qualquer mamífero que esteja amamentando, até mesmo nos humanos.

Se feito corretamente, você não queima a vaca, disse Coston. Mas mesmo assim há algo arrepiante sobre a prática.

“Queimar o pelo é um modo mais rápido, barato e fácil de fazer algo que na verdade não é para a vaca, mas para nossa necessidade de fazer com que ela produza muito leite e seja ordenhada continuamente usando máquinas”, Coston explicou. “Vacas produzindo 25 a 50 quilos de leite é o problema. Então nós criamos algo não natural e continuamos a procurar formas de fazer com que essa coisa não natural funcione para nós”.

A prática é muito comum – e vem sendo por anos, de acordo com Gene Baur, cofundador e presidente do Farm Sanctuary.

“Isso é somente outro exemplo desses animais sendo vistos como máquinas de leite ao invés de criaturas vivas”, disse Baur ao The Dodo. “Quando você está queimando úberes, pode causar dor. Eles dizem que estão fazendo isso de forma rápida, mas acidentes podem acontecer”.

Vacas são criaturas muito sociais; elas possuem vidas emocionais comparadas aos outros mamíferos, até mesmo cães. Então a ideia de que vacas são confinadas em cercos de ordenha enquanto uma chama repentina é passada por baixo delas é somente mais uma coisa sobre as práticas brutais da indústria de laticínios que podem ser difíceis de engolir.

“Vacas, como todos os animais, são criaturas sociais, e elas são muito influenciadas pelo seu ambiente social”, Baur disse. “Queimar os úberes é somente outro exemplo de como esses animais são desrespeitados”.

Baur acrescentou que tratar os animais de fazenda como somente unidades de produção não é bom para ninguém. “Isso cria um sentimento conjunto de estresse, ansiedade e discórdia”, disse Baur. “Todos os animais lá sentem isso, e as pessoas sentem isso, e isso não é nada saudável”.

A cooperativa The Dairy Farmers of America não respondeu aos pedidos de comentários do The Dodo.

Saiba como você pode diminuir os laticínios em sua dieta aqui. Até mesmo um pouquinho ajuda.

O Farm Sanctuary é um refúgio seguro para animais de fazenda feridos e negligenciados. Para ajudá-los você pode fazer uma doação aqui.

Fonte: The Dodo

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.