Liberação de homem que matou cão esquartejado causa revolta em Trindade, GO

Protetores de animais independentes estão revoltados e pedem prisão de autor, suspeito de outros casos “o degolador de animais entrou em ação novamente”

747
Homem que matou cão esquartejado é liberado em Trindade, GO

A Polícia Militar chegou a prender Pedro Henrique Moreira, 19 anos, na Vila dos Sonhos, em Trindade, por maus-tratos a animais. O suspeito foi até levado para a delegacia, prestou depoimento e foi liberado para responder à justiça. Ele assumiu ter matado e esquartejado uma cadela, encontrada no último sábado (27). Um cachorro também teve o pescoço cortado na ação. Há duas semanas outra cadela foi esquartejada no mesmo bairro; protetores acreditam ser o mesmo autor e protestam por prisão.

No Distrito Policial de Trindade, a informação da soltura foi confirmada por agentes da Polícia Civil. Eles explicaram que a lei que trata de maus-tratos resume a pena em um ano de reclusão, aumentada em um sexto se o animal morrer. “Com essa penalidade, não se pode manter ele preso, a menos que a Justiça mande”, explica o escrivão do caso.

A revolta tomou conta das redes sociais de internautas que são em favor da causa animal. “Ódio em saber que tem gente doente nesse nível andando pelas ruas, impune”, descreve uma das que compartilharam as imagens.

HORROR

Uma das protetoras, responsável por uma casa que abriga animais, chegava para colocar ração e água aos cães, quando viu a cena de horror, segundo ela. “Eram pedaços do animal espalhados por todo o quintal; uma coisa impressionante”, descreveu a mulher, durante o depoimento à polícia.

Policiais militares saíram para as ruas em busca de qualquer tipo de informação que pudesse levar à autoria do crime. Uma pessoa chegou a dizer a suspeita de que Pedro fosse o responsável pelos casos. Policiais foram até a residência do homem, que assumiu tudo. “Os cachorros entraram lá em casa um dia. Pulei o muro e fiz tudo uma nove da manhã. Era aquele cachorrinho preto”, revela.

REVOLTA

Uma manifestação está sendo organizada para hoje, na porta da Secretaria de Segurança Pública (SSP), em Goiânia. O ato deve ter início às 10 horas. Protetores independente pedem justiça e a prisão do suspeito. Eles acreditam que o homem oferece risco aos animais da cidade.

Fonte: Mais Goiás

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.