Mais de 30 animais são adotados em feira no Parque Potycabana, em Teresina, PI

'Esse tipo de evento é muito importante para os animais e a população'.

378
Mais de 30 animais são adotados em feira no Parque Potycabana, em Teresina, PI
Imagem: Divulgação/PMT

Mais de 30 animais que estavam sob os cuidados temporários da ONG Protetores de Patinhas conquistaram novos lares na tarde ontem (23). O incentivo à adoção se deu por meio de uma feira realizada no Parque Potycabana, que atraiu dezenas de pessoas, não somente interessadas em serem tutoras de cães e gatos, mas também em contribuir com o trabalho da entidade através de doações.

A feira contou com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam), que, através de seu Núcleo de Educação Ambiental (NEA), realizou um trabalho de sensibilização com o público e fez a entrega de material educativo que aborda a temática do cuidado com os animais.

“Esse tipo de evento é muito importante para os animais e a população, mas, também, para nós enquanto ONG, porque assumimos uma grande responsabilidade, já que se trata do futuro desses animais resgatados pela entidade”, explica uma das voluntárias dos Protetores de Patinhas, Shayana Raianny, acrescentando que é feito um acompanhamento dos animais adotados, a fim de constatar o bem estar deles em seus novos abrigos.

Segundo o secretário da Semam, Olavo Braz, o órgão tem estreitado o contato com ONGs voltadas para a causa animal, buscando dar um maior apoio ao trabalho fundamental que elas desenvolvem. “Temos buscado nos articular mais com essas organizações que lutam em defesa da causa animal. Então, não poderíamos deixar de apoiar um evento como esse, que incentiva a adoção de animais, porque melhor do que comprar uma vida, é poder salvar uma através de um ato como esse”, pontua o gestor, destacando ainda que a pasta realizará, brevemente, uma Feira Municipal de Animais Domésticos, instituída através de Lei.

A ONG Protetores de Patinhas atua há aproximadamente três anos em Teresina, desenvolvendo um trabalho de resgate de animais de rua, oferecendo-lhe cuidados médicos e um lar temporário. Após isto, os bichinhos passam a ficar disponíveis para adoção, onde a entidade acompanha e dá orientações sobre esse processo.

Fonte: 180 Graus

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.