MEXICO CIRCOS dsc 0748 H

Mais um município mexicano proíbe animais em circos

A Câmara de Playas de Rosarito, no México, proibirá o estabelecimento e operação de espetáculos circenses com animais na cidade.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

MEXICO CIRCOS dsc 0748

Em um comunicado, a vereadora Lila Antonieta Huerta Ameca, presidenta da Comissão do Desenvolvimento Urbano e Controle Ecológico, explicou que o objetivo é proteger os animais que são exibidos nos circos e conscientizar sobre o fato de que eles têm o mesmo direito à vida, assim como os cidadãos.

No artigo 24 do Regulamento para a Proteção e Controle de Animais do município foram agregados os parágrafos 28 e 29, com o objetivo de proibir o estabelecimento e operação de espetáculos circenses fixos ou itinerantes, públicos ou privados, nos quais utilizem animais de qualquer espécie com fins de exploração, exposição ou participação.

Ainda assim, foi adicionado o Artigo 71 Bis para estabelecer a multa de 300 salários mínimos vigentes e até 36 horas de prisão a quem infringir essa nova norma; além de proceder com o fechamento imediato do estabelecimento, com a apresentação perante a Agência do Ministério Público dos responsáveis por possíveis acusações de delito e avisar a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semarnat) para que efetue o correto manejo de cada espécie encontrada.

A respeito disso, Huerta Ameca disse que esta modificação não quer acabar com os circos, mas sim fazer com que reflitam sobre a compreensão moderna das necessidades dos animais. Representa um passo a mais para mudar o espetáculo e oferecer assim um entretenimento digno que promova a melhora significativa da qualidade de vida e da arte dos humanos, assim como o respeito pela vida dos animais.

Ela mencionou que os circos que utilizam animais silvestres pertencem a outro momento da história, onde não existia a consciência sobre a capacidade de sofrimento dos animais e sobre a importância do cuidado e conservação das espécies. É importante notar a diferença de tempos atrás, e da evolução que os seres humanos tiveram a respeito dos direitos dos animais.

A reforma do Regulamento para a Proteção e Controle de Animais de Playas de Rosarito foi aprovada na sessão ordinária do Conselho realizado no dia 28 de maio.

Fonte: La Jornada