Mais de 10 mil animais abandonados nesta região - Foto: DR

Mecenas paga projeto que vai acolher 600 animais

Sidney Richardson, um inglês em Portugal há 25 anos, financiou a construção de três abrigos no centro do Algarve, que terão vigilância 24 horas por dia.

Um mecenas inglês, Sidney Richardson, está na origem de uma contribuição que vai permitir construir no Algarve “um dos maiores santuários” de animais em Portugal, com capacidade para acolher 600 animais, informou a associação Abrigo dos Animais.

A associação Abrigo dos Animais do Algarve (ARA – Animal Rescue Algarve, em inglês) é a instituição que tem a seu cargo o desenvolvimento do projeto e “a ideia que muito em breve passará do papel para a realidade é construir simultaneamente três abrigos para animais, em diferentes localizações no centro do Algarve”, explicou a associação em comunicado. No documento é citado Sidney Richardson, a viver em Portugal há 25 anos, dizendo que durante toda a sua vida teve “oportunidade de amealhar alguma riqueza” e que quer “dividir o património entre a família e uma associação de caridade”. “Há cerca de 12 anos tive a felicidade de resgatar uma cadela espetacular de uma associação local. Ela tornou-se na minha melhor amiga e mudou a minha vida”, justificou Sidney Richardson, lembrando o facto de não haver grandes respostas para o problema dos animais abandonados, mais de dez mil só no Algarve.

No total, os três abrigos planeados “deverão ter a capacidade para albergar 600 animais e empregar cerca de 25 trabalhadores”, sendo que terão vigilância 24 horas por dia”, referiu ainda o comunicado. As primeiras instalações já estão a ser preparadas perto de Loulé, estando tudo previsto para que fiquem prontas em outubro.

Fonte: Jornal de Notícias / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.