Milhares de cães e gatos de rua abatidos na Rússia antes do Mundial – Olhar Animal
Foto: REUTERS

Milhares de cães e gatos de rua abatidos na Rússia antes do Mundial

A menos de dois meses do início do Mundial de futebol na Rússia, milhares de cães e gatos de rua estão a ser abatidos, muitos deles em plena rua, denunciam ativistas.

A prática foi recorrente durante os jogos olímpicos de Sochi, em 2014, e está agora a repetir-se agora nas 11 cidades anfitriãs da copa do mundo, escreve o The Moscow Times.

Recentemente, o ministro do Desporto russo Pavel Kolobkov, aludiu à necessidade de “minimizar os riscos ecológicos” para os visitantes durante o Mundial, prometendo que a remoção de animais das ruas seria feita “com humanidade”.

Não é esta descrição que os ativistas fazem do que está a acontecer. Falam de autênticos esquadrões da morte, conhecidos como “KGB canina”, pagos por empresas estatais consoante o número de animais abatidos.

Alguns são levados para abrigos e eutanasiados decorridos entre 10 e 14 dias, outros mortos nas ruas ao ser capturados e com violência ou por envenenamento.

Mais de 1.806.800 pessoas já assinaram uma petição endereçada a Vladimir Putin para acabar com o abate de animais sem tutor.

ASSINE A PETIÇÃO!

Por Carolina Rico

Fonte: TSF / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.