Morador denuncia ser impedido de entrar no elevador com cadela

Ele mora no 12º andar e teve que subir com o animal pelas escadas; a administração do prédio diz que só proíbe animais agressivos.

892
Morador denuncia ser impedido de entrar no elevador com cadela
Morador denuncia ser impedido de entrar no elevador com cadela | Foto: Reprodução Facebook

Um morador do condomínio Conjunto Governador Juscelino Kubitschek, o JK, na rua dos Guajajaras, no centro de Belo Horizonte (MG), denunciou ser proibido de subir com uma cadelinha no elevador do prédio. Ele mora no 12º andar e teve que subir com o animal pelas escadas . A proibição teria sido feita pela síndica do prédio.

A administração do condomínio informou que só é proibida a entrada no elevador de animais de grande porte ou que sejam agressivos e que os de pequeno porte e que não ofereçam perigo podem usar o elevador.

Gilmar Nonemacher, 26, contou que a cadelinha é de uma vizinha e que ele está cuidando dela enquanto a mulher está viajando. “Ela já tinha me contado que tinha tido problemas para entrar no elevador com a cachorra. A cadela é animal de médio porte e é dócil, não tem motivos para não poder entrar”, contesta.

Segundo ele, nos elevadores com ascensorista ela não pôde entrar e no elevador de serviço foi impedido pelo porteiro. “Eu registrei Boletim de Ocorrência (BO). Não tem sentido. Eu preciso sair com a cachorra três ou quatro vezes ao dia e subir esse tanto de escada cansa nós dois. Deixa-la presa seria maltratá-la”, afirmou o morador.

Além do boletim de ocorrência, Nonemacher pretende processar o prédio pelo ocorrido. O advogado Lincon da Silva Amaral que vai cuidar do caso explicou que a proibição não é legal. “A cachorra é de médio porte e não tem histórico de agressão e por isso não há motivos para a proibição. Até sexta-feira vamos entrar com uma ação judicial”, diz o advogado.

Resposta da administração

O gerente do condomínio Manuel Gonçalves disse que só são proibidos de entrar no elevador os animais que são de grande porte ou agressivos. “Temos caso de cachorro que já avançou em duas senhoras ou em crianças e não podemos expor os moradores a essa situação. Já teve caso de trazerem até pit bull para cá e isso não é animal para ter aqui”, considera.

De acordo com ele vários moradores do prédio tem animais de pequeno porte e circulam com eles nos elevadores. “Muitas pessoas carregam os animais no colo e se você vier aqui vai ver que não há problema. Agora se o porteiro o impediu de entrar no elevador é porque o animal pode ter causado problemas anteriormente e não podemos expor outras pessoas”, explica o administrado.

Um vídeo com o acontecimento foi postado pela rede social Facebook e a postagem já tem mais de mil compartilhamentos:

(O vídeo foi retirado está indisponível na fonte original)

Por Natália Oliveira

Fonte: O Tempo


Nota do Olhar Animal: Conheça o parecer jurídico intitulado “Podem proibir o trânsito e permanência de animais em condomínios?”, de autoria da advogada Ana Rita Tavares.

Podem proibir o trânsito e permanência de animais em condomínios?

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.