Moradores denunciam demolição de casa com dezenas de gatos dentro, no Rio

2376
Casarão foi demolido na manhã deste sábado, por volta das 8h (Foto: Gabriel Menezes)
Casarão foi demolido na manhã deste sábado, por volta das 8h (Foto: Gabriel Menezes)

A demolição de uma casa abandonada na Rua São Francisco Xavier, no Maracanã, na manhã deste sábado (2), gerou revolta entre moradores e protetores dos animais. Eles denunciam que no local viviam cerca de 30 gatos, e que os animais não foram retirados antes da derrubada do imóvel. Nesta sexta-feira, um grupo se reuniu em frente ao casarão para tentar impedir a ação com os animais ainda dentro. A polícia foi chamada e, de acordo com os manifestantes, os responsáveis pela obra se comprometeram que não voltariam ao local até a próxima segunda-feira.

— Como eles ficaram de voltar na segunda-feira, acordei hoje cedo para ir ao Tribunal de Justiça em busca de uma liminar para impedir essa demolição. Nós tínhamos conseguido um abrigo para os animais, em Nova Iguaçu, mas eles nos pediram 30 dias para conseguir fazer os preparos para recebê-los. Bastava esperar esse tempo e todos seriam retirados — afirma a engenheira Alessandra Saraseno, uma das voluntárias que cuidavam dos animais.

Ela e outras pessoas estão em frente ao local, neste momento, tentando entrar para resgatar os animais, mas estão sendo impedidos. Alessandra é administradora de uma página no Facebook chamada “Gatinhos da São Francisco”, que reúne voluntários da colônia de animais que vivia no local:

— Cuidávamos dos gatos e já tínhamos conseguido castrar 17 dos 30 animais que viviam por lá. Não somos contra a demolição da casa, mas o que fizeram foi uma monstruosidade. Vamos lutar na justiça para que eles paguem por isso, sem sombra de dúvidas — disse a engenheira.

Não há nenhuma placa informando o engenheiro e a empresa responsáveis pela obra no casarão.

— Estou aqui no local da demolição e não estão nos deixando entrar para resgatar os animais. Isso é um crime. Tem gatos lá dentro ferido, morto. Eles estão matando os gatos — afirmou Christiane Neri, responsável pela ONG Centro de Reabilitação Pata Amiga, acrescentando que está marcando para este domingo um abraço simbólico ao entorno do Maracanã, às 14h, contra os maus tratos aos bichinhos.

De acordo com o presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB do Estado do Rio de Janeiro, Reynaldo Velloso, caso a ação seja confirmada, os autores da demolição responderão pelo crime de maus tratos aos animais com o agravante de morte.

— Me informei de que foram feitos dois registros de ocorrência ontem na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente denunciando maus tratos aos animais neste imóvel. Isso torna a situação ainda mais grave, pois os autores tinham pleno conhecimento de que havia seres vivos dentro da casa e mesmo assim a derrubaram — explica Velloso, ressaltando que a comissão irá se inteirar sobre a situação no local.

Procurada pela reportagem, a Subsecretaria de Bem Estar Animal (Subem) informou que não tem equipe de plantão aos finais de semana, e que enviará agentes ao local na segunda-feira para uma fiscalização.

Um dos boletins de ocorrência feitos na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente denunciando maus tratos aos animais neste imóvel (Foto: Reprodução)
Um dos boletins de ocorrência feitos na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente denunciando maus tratos aos animais neste imóvel (Foto: Reprodução)

POLÊMICA NO COMPLEXO DO MARACANÃ

Atriz Heloísa Périssé participa da campanha contra a matança de animais no Maracanã (Foto: Divulgação)
Atriz Heloísa Périssé participa da campanha contra a matança de animais no Maracanã (Foto: Divulgação)

Outro caso polêmico aconteceu nesta semana na região. Artistas protetores e alguns voluntários de ONGs defensoras de animais denunciaram maus tratos e até a suposta matança de gatos dentro do Maracanã, na Zona Norte do Rio. Segundo relatos, pelo menos três felinos foram encontrados mortos no complexo esportivo desde a última sexta-feira. Em um dos casos, o animal – uma fêmea prenha – estava sem olhos, sem língua, sem diafragma, completamente sem órgãos. Ela foi levada para o Instituto de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, em São Cristóvão, onde foi feita uma necropsia. O laudo exclui a possibilidade de o óbito ter sido causado por outro animal.

Com isso, a atriz Betty Gofman iniciou uma campanha nas redes sociais com a hashtag #sosgatosmaracana. A ação teve adesão dos também atores Evandro Mesquita, Paula Burlamaqui, Heloísa Périssé, Maria Clara Gueiros, Malu Mader, Fabiana Karla e Patricya Travassos.

Fonte: O Globo

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.