Imagem: Tara/Baeza

Morre a cachorra que foi golpeada e jogava em um contêiner de lixo na Espanha

A fêmea de Mastin que foi brutalmente golpeada e jogada ainda agonizando em um contêiner de lixo em Baeza, na Espanha, não sobreviveu às consequências das lesões produzidas por um objeto contundente com o qual ela foi golpeada em repetidas ocasiões, de acordo com a autópsia realizada no animal que ficou em semana em coma. Assim como adiantamos no programa Hoy por Hoy do Rádio Úbeda, a pessoa que deixou o animal no contêiner teve previamente a clara intenção de acabar com sua vida.

O animal foi encontrado por uma pessoa que entrou em contato com a polícia local de Baeza, que, por sua vez, alertou a protetora Tara que ficou responsável pelo mesmo desde o primeiro momento. A cachorra apresentava lesões de alta gravidade na cabeça – fraturas profundas – e um olho fora de sua órbita. Depois de ser estabilizada em uma clínica veterinária da região, foi levada para um hospital veterinário de Granada, onde ficou até sua morte. Lá avaliaram suas lesões internas e, no dia anterior, tinham apresentado a possibilidade de sacrificar o animal, que não melhorava e estava sofrendo.

A policial local de Baeza está coletando dados desde o primeiro momento, conforme confirmaram para esta redação. A guarda civil será quem realizará as ações oportunas uma vez que se obtenham as pistas que levem até o responsável deste caso horrível de maltrato animal. O instituto pediu a colaboração dos cidadãos através das redes sociais para conseguirem informações deste indivíduo.

Por Pablo Montes / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: Radio Úbeda 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.