MP de Rondônia propõe medidas para controle de velocidade e travessia de pedestres e animais em rodovia RO-10

MP de Rondônia propõe medidas para controle de velocidade e travessia de pedestres e animais em rodovia RO-10

O Ministério Público de Rondônia realizou reunião com representantes do Departamento de Estradas, Rodagens, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER/RO), nesta quarta-feira (21/11), em Pimenta Bueno, em que propôs uma série de medidas para a redução de velocidade e passagem de pedestres e animais na Rodovia Estadual RO-10. A estrada abrange a área do Assentamento Casulo, o Centro Tecnológico Estadual Abaitará e a Reserva Ambiental do Parque Municipal.

A reunião foi conduzida pelo Promotor de Justiça André Luiz Rocha de Almeida, com a presença do Procurador do DER/RO, Reinaldo Roberto dos Santos; do Gerente de Transportes do órgão, Ricardo de Souza Freire; do engenheiro civil Hallysson Fonseca Cardoso, e dos Professores do Centec Abaitará, Paulo Dimer e Marcos Braúna dos Santos.

Na ocasião, o Promotor de Justiça falou do projeto “Ambiente Seguro para Seres Vivos”, desenvolvido pelo Centro Tecnológico Abaitará, que realizou uma pesquisa quantitativa sobre a mortandade de espécies animais, pertencentes à fauna do Parque Municipal, e com base na qual foi solicitada a adoção de providências para minimizar as mortes de animais e evitar acidentes com alunos moradores do Assentamento Casulo, que frenquentemente acessam a rodovia.

A reivindicação pela implantação de mecanismos de controle de velocidade também foi apresentada pela comunidade da área ao Promotor de Justiça, por meio de abaixo-assinado colhido no âmbito do Projeto. Com a iniciativa, a comunidade pretende promover maior segurança das pessoas que circulam pela região e animais silvestres que compõem a fauna local.

Medidas

Durante a reunião, realizada na sede da Promotoria, André de Almeida informou que uma equipe técnica do MP esteve no local indicado da rodovia e constatou ser recomendável, além da implantação de um redutor de velocidade, a construção de travessias aéreas e a instalação de bueiros como via de passagens para animais.

A respeito das propostas, os representantes do DER se comprometeram a apresentar um cronograma de trabalho para a construção dos dispositivos de segurança, no prazo de 30 dias.

Fonte: Rondonoticias

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.