MS: Mais de mil pessoas passaram pelo “Campo Grande é o Bicho” no CCZ

70

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) encerrou há pouco o evento em comemoração aos 118 anos de emancipação política da Capital: o  “Campo Grande é o Bicho”. Foi um verdadeiro sucesso onde mais de 1000 pessoas, entre jovens, adultos, idosos e principalmente crianças passaram por lá e receberam orientações.

A feira de adoção de animais superou todas as expectativas: 84 foram adotados, sendo 65 cães (57 filhotes e 8 adultos) e  19 felinos (10 filhotes e 9 adultos). Muitos que buscavam um novo animal de estimação já tinham outro em casa e aproveitou a oportunidade para levá-lo para tomar a vacina antirrábica. Ao todo, 146 animais foram vacinados: 138 cães e 8 gatos.

Além destes atendimentos, teve apresentação de teatro, pula-pula, passeio a cavalo, pintura no rosto, entrega de material informativo, pipoca e picolé. Em parceria com a Total Alimentos, detentora da marca MAX de rações, o CCZ e empresa distribuíram kits de alimentação para cachorros, que continham um saco de ração e um pote de plástico para alimentação.

O casal Douglas Bastos e Karine Bastos levaram as crianças Taylor e Tamires para adotarem seu primeiro animal de estimação. Eles escolheram um cão já adulto e antes mesmo de deixar a gaiola, ele recebeu o nome de Spike.

“Aproveitamos que o evento estava acontecendo bem pertinho de casa, pois moramos no Pioneiro, e decidimos vir aqui e adotar um cachorrinho. Adotamos o Spike, principalmente para ajudar as crianças no desenvolvimento e auxiliar na perda de medo de animais. Ele é bem mansinho e as crianças adoraram”, disse Karine Bastos.

Para a coordenadora do CCZ, Iara Domingues, o “Campo Grande é o Bicho” atendeu com o objetivo esperado. “Envolvemos todos os funcionários, a comunidade, os voluntários, acadêmicos de universidades e juntos fizemos este grande evento. A população participou, veio até a unidade, tirou dúvidas, adotou animais e se divertiu. Tudo para o bem estar animal”, disse ela.

Falando em bem estar animal, logo na abertura do evento na manhã deste sábado, o prefeito  de Campo Grande, Marquinhos Trad, assinou o projeto de lei complementar, a ser encaminhado à Câmara Municipal, que prevê a criação do Conselho Municipal de Proteção e Bem Estar Animal (COMBEA).

Colegiado de caráter permanente, deliberativo e consultivo, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), o Conselho terá a função e competência para buscar as condições necessárias à defesa, proteção, bem-estar, preservação da vida, assim como dos direitos dos animais domésticos, através da implementação e execução de políticas públicas.

O prefeito se comprometeu a estudar a possibilidade da criação da UPA VET (Unidade de Pronto Atendimento Veterinário) que é um pedido da Comissão Permanente de Defesa do Bem-Estar e Direitos dos Animais. A sugestão levada pelo vereador Eduardo Romero durante a solenidade, deverá ser construída com a colaboração da Câmara, do CCZ, dos protetores e toda a sociedade.

Fonte: A Crítica


Nota do Olhar Animal: Merece parabéns pelo sucesso nas adoções, mas poderiam ter dado o exemplo de não explorar cavalos para passeios.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.