Mulher pede doação para cirurgia de cachorro maltratado e que teve pata quebrada durante assalto, em Goiânia – Olhar Animal
Cachorro teve pata quebrada durante assalto a casa, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Mulher pede doação para cirurgia de cachorro maltratado e que teve pata quebrada durante assalto, em Goiânia

Amarelo, como é chamado, foi resgatado após ter corpo queimado. Já no novo lar, teve pata quebrada por criminosos que roubaram propriedade da família.

A dona de casa Francisca de Abreu Duarte está pedindo doações para pagar o tratamento de um cachorro que já tinha sido resgatado após sofrer maus-tratos e que, já no novo lar, teve a pata quebrada por criminosos durante um assalto à residência. Animal está com o osso fraturado há quase um mês e se locomove mancando.

VÍDEO: Campanha tenta conseguir pagar tratamento para animal que foi ferido em assalto

Amarelo, como é chamado, tem três anos, mas foi adotado pela dona de casa há um ano, quando foi abandonado com vários ferimentos na porta da casa dela. “Ele chegou na minha porta bem debilitado, mal, com as queimaduras, com todo esse trajeto que está passando. Eu acolhi e agora estou aqui com ele”, contou.

Porém, há quase um mês, quando ele estava na chácara da família, criminosos arrombaram a propriedade. Amarelo tentou proteger o imóvel, mas foi agredido e teve a pata direita da frente quebrada. Os ladrões levaram uma moto e objetos da casa.

“A pessoa que foi lá, que fez isso, levou bens e deixou ele machucado”, relatou a dona de casa.

Francisca procurou clínicas veterinárias para socorrer o cachorro. Foi constatado que ele vai precisar fazer uma cirurgia no valor de R$ 1,4 mil. Porém, a dona de casa não tem esse dinheiro.

Caso esse procedimento não seja feita, o animal corre o risco de ter uma atrofia na pata. Atualmente, ele está sendo medicado para a dor, mas ainda sofre com a fratura. “Chora muito de dor, principalmente à noite. Eu vejo ele desse jeito e sofro junto. Eu não dou conta de ver o meu cachorro assim. Confesso meu coração parte quando vejo ele assim”, completou.

Por Vitor Santana, G1 GO

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.