Foto: Reprodução

ONG pede ajuda para pagar tratamento de gato ferido com água quente, em Santa Cruz do Sul, RS

O gatinho Alok foi ferido com água quente no final de agosto do ano passado. Até hoje, ele passa por tratamento para curar os machucados que ficaram das queimaduras. O animal está sendo cuidado pela Organização Não Governamental (ONG) Protetores de Santa Cruz do Sul. Ele recebe atenção diária na Clínica Vitalis.

Nesta quarta-feira, 10, o gato completou 95 dias internado. No entanto, a ONG precisa de ajuda financeira para pagar o tratamento de Alok. De acordo com voluntários, a internação vai custar R$ 3 mil, sem considerar os valores relacionados aos medicamentos que o animal recebe diariamente. Conforme a integrante da ONG, voluntária Francine Camara Kaercher, os curativos de Alok são trocados todos os dias. Para não mexer nos ferimentos e atrapalhar o tratamento, o animal também está com um cone no pescoço.

Na época em que foi resgatado, Alok foi levado para a clínica para que a causa dos ferimentos fosse identificada. O gatinho morava no Bairro Universitário e não tinha donos. Até hoje, o autor das queimaduras não foi encontrado. Depois de passar pelo tratamento, Alok foi levado a um lar provisório no dia 6 de setembro. Ele passou um tempo na casa, mas acabou fugindo.

Segundo Francine, Alok foi resgatado em 7 de outubro no Bairro Senai. Ele estava magro e ainda mais machucado. “Não temos recebido muita ajuda para o Alok. Quem não quiser só doar dinheiro, pode adquirir os produtos da ONG também. São várias formas de ajudar”, comentou.

Fotos mostram ferimentos de Alok na época em que foi resgatado (Foto: Reprodução)
Fotos mais recentes de Alok demonstram o progresso no tratamento (Foto: Reprodução)

DOAÇÕES – CONTAS BANCÁRIAS

Banrisul – Agência 0957 Conta: 39.12345678 – em nome da voluntária Patrícia Azambuja
Caixa Econômica Federal – Agência 0500 Operação 013 Conta: 00082707-0 – em nome da voluntária Silvana Inês Bencke
Banco do Brasil – Agência 2776-6 Conta: 36860-1 – em nome da voluntária Francine Camara Kaercher

Por Luiza Goulart

Fonte: GAZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *