ONG vai recorrer ao Ministério Público sobre maus-tratos contra animais durante feriadão em Sergipe

Mula foi espancada com tora de madeira no município de Lagarto.

1598
ONG vai recorrer ao Ministério Público sobre maus-tratos contra animais durante feriadão em Sergipe

Durante o feriado prolongado a ONG Educação e Legislação Animal (Elan) registrou quatro ocorrências de maus-tratos contra animais em Sergipe. Segundo a presidente da instituição, Nazaré Moraes, as agressões foram comunicadas à polícia através de boletim de ocorrência.
No município de Lagarto, Centro Sul de Sergipe, distante 75 quilômetros de Aracaju, uma mula, que é a fêmea do acasalamento entre o jumento e uma égua, foi agredida no sábado (15) por um homem no Povoado Brasília com um pedaço de madeira.

O suspeito afirmou em boletim de ocorrência, realizado na tarde desta segunda-feira (17), que ficou nervoso porque o animal deu coice no filho dele de três anos. “Estava cuidando da ração do animal, quando precisou sair e ao regressar percebeu que seu filho de três anos de idade tinha sido atingido com um coice, mas não ficou lesionado. Que, alega ter ficado nervoso com o ocorrido e com isso pegou uma tora de madeira e desferiu um golpe no pescoço do animal e em seguida outro na cabeça, vindo o animal cair com a pancada”, relata o boletim de ocorrência.

Segundo o relato do suspeito, a irmã dele gravou o momento da agressão e divulgou nas redes sociais. “O declarante alega que não tinha a mínima noção da repercussão que o fato causaria”, afirma o boletim.

De acordo com Nazaré Moraes, ele entregou uma mula para uma ONG no município de Estância. “Essa mula vai passar por exames para confirmar se é realmente o animal agredido. Nós estamos com dúvidas se é o mesmo animal, então é preciso examinar”, disse a presidente da Elan.

Outra agressão foi registrada no município de Itabaianinha, Sul de Sergipe, distante 118 quilômetros da capital. Na sexta-feira (14), um filhote de jumento foi espancado por um homem. Segundo o delegado da cidade, Francisco Gerlandio, o animal foi socorrido por um veterinário e se recupera bem. O delegado disse ainda que o caso está sendo investigado.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.