Animais foram encontrados magros por causa da falta de comida (Foto: OAB-AL/Ascom)

Operação apreende animais vítimas de maus-tratos na parte alta de Maceió, AL

Uma operação envolvendo diversos órgãos de fiscalização apreendeu, nesta segunda-feira (26), 17 cavalos vítimas de maus-tratos no bairro do Tabuleiro do Martins, parte alta de Maceió.

A informação foi divulgada na tarde de hoje pela Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL).

Segundo a OAB, os animais foram resgatados após denúncias de que eles estavam sendo explorados para fazer carga além de sofrerem agressões. Os animais estavam em baias clandestinas.

“Antes da operação ser realizada já havíamos coletado várias informações sobre os casos tendo alguns animais chegado a óbito por total negligência, trabalho forçado à exaustão e processos anteriores acerca dos proprietários e suas práticas. Alguns animais encontrados haviam acabado de chegar ao local e estavam mantidos em um ambiente inapropriado, sem água, comida ou coberta para se proteger de sol e chuva”, detalhou a presidente da Comissão de Bem Estar Animal da OAB Alagoas, Rosana Jambo.

Os animais que foram recolhidos passarão por exames que detectam doenças e comprovam maus tratos. Os que não apresentarem confirmação de diagnóstico serão devolvidos. Em caso de reincidência, os animais serão doados.

De acordo com a OBA, as baias onde eram mantidos os animais foram destruídas.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Batalhão de Polícia Ambiental, Rádiopatrulha (RP), Guarda Municipal e Superintendência de Limpeza Urbana (Slum) também participaram da ação.

Cavalo tinha ferida no nariz devido às agressões (Foto: OAB-AL/Ascom)
Cavalo tinha ferida no nariz devido às agressões (Foto: OAB-AL/Ascom)
Equinos ficavam embaixo de sol sem abrigo adequado (Foto: OAB-AL/Ascom)
Equinos ficavam embaixo de sol sem abrigo adequado (Foto: OAB-AL/Ascom)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.