Patinadora olímpica resgata cão destinado à mesa de jantar – Olhar Animal
Meagan e o cão da raça dachshund em miniatura Associated Press

Patinadora olímpica resgata cão destinado à mesa de jantar

A patinadora olímpica adotou um cachorro em Pyeongchang, na Coreia do Sul, que estava destinado a ser comida para humanos. Em fevereiro do ano passado, Meagan Duhamel, duas vezes campeã mundial de patinagem e vegan desde 2008, salvou o animal, da raça dachshund em miniatura de dois anos, e chamou-o Moo-tea. Agora, a jovem resgatou um segundo cão bebé.

O governo sul-coreano ordenou aos restaurantes perto do Estádio Olímpico em Pyeongchang para deixar de servir carne de cão.

Lee Yong-bae,  funcionário do governo do condado de Pyeongchang, disse à AFP que as publicidades de pratos de carne de cachorro também foram trocados por outros menos ‘chocantes’, a fim de evitar uma “má impressão para os estrangeiros” durante os Jogos Olímpicos de Inverno, que se estão a realizar na cidade.

No entanto, os pratos, como a sopa de carne de cachorro, ainda estão a ser servidas, mas as vendas caíram após trocarem a carne de cão por carne de porco ou cabra. Meagan já deu voz e contributo à campanha contra a produção de carne de cachorro no país.

No início desta semana, a caridade Humane Society International resgatou cerca de 90 cachorros para o comércio de carne. Os cães estavam aprisionados numa quinta a apenas 40 minutos da vila olímpica.

Meagan Duhamel, duas vezes campeã mundial de patinagem Robert Cianflone/Getty Images
Patinadora olímpica resgata cão destinado a mesa de jantar Jamie Squire/Getty Images

Fonte: Correio da Manhã / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.