Pitbull foi resgatada abaixo do peso após denúncia de maus tratos em SP — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

Pit bull raquítica é resgatada após ser agredida por tutores no interior de SP

Uma cachorra da raça pit bull foi resgatada em situação de maus-tratos em Sete Barras, no interior de São Paulo, pela Polícia Ambiental. Segundo a corporação, o animal estava bastante debilitado, abaixo do peso e, após o resgate, foi encaminhado para o Grupo de Proteção aos Animais (GPA) do Vale do Ribeira. Os tutores foram autuados em R$ 6 mil.

O resgate ocorreu em uma casa no bairro Vila São João, após denúncias de maus-tratos. De acordo com a Polícia Ambiental, ao chegarem na residência, as equipes encontraram a pit bull com sinais de agressão, muito abaixo do peso e repleta de carrapatos. Além da cadela, três pássaros silvestres que estavam sendo mantidos em cativeiro sem registro foram encontrados na residência.

A cachorra foi resgatada e levada para recuperação na clínica Belas Artes do GPA, em Registro (SP), e os pássaros foram soltos. Na casa morava um casal, responsável pelos animais, que foi autuado em R$ 6 mil por maus-tratos à cachorra e mais R$ 3 mil por cada pássaro irregular.

Azumi foi resgatada em situação de maus tratos em Sete Barras (SP) — Foto: Divulgação/GPA
Azumi foi resgatada em situação de maus-tratos em Sete Barras (SP) — Foto: Divulgação/GPA

Na clínica do GPA, a pit bull recebeu o nome de “Azumi” e está sob os cuidados das veterinárias da unidade, onde permanece internada. “Fizemos uma avaliação da saúde do animal e ela precisou ser internada para recuperação. Depois de recuperada, ela ficará disponível para adoção. Mas, antes mesmo disso, muitas pessoas já nos procuraram para ficar com a Azumi”, explicou a presidente do GPA, Márcia Colla.

O animal já fez exames de sangue e, agora, os veterinários aguardam o resultado. Além de um novo nome, as equipes do GPA buscam dar também uma nova vida para Azumi. “Queremos transformar uma história de maus-tratos em uma de alegria, amor, cuidados e dignidade!”, publicou a ONG na rede social.

Azumi chegou ao GPA em Registro (SP) abaixo do peso após ser resgatada em situação de maus tratos — Foto: Divulgação/GPA
Azumi chegou ao GPA em Registro (SP) abaixo do peso após ser resgatada em situação de maus-tratos — Foto: Divulgação/GPA
Pássaros silvestres foram soltos por apresentarem sinais de recente captura — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental
Pássaros silvestres foram soltos por apresentarem sinais de recente captura — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.