Polícia Civil apreende galos e aves da fauna silvestre em Marituba, PA

Ao todo, foram apreendidos 14 galos que apresentavam diversas lesões características da atividade ilegal de rinha, em que são submetidos a brigas mediante apostas em dinheiro.

125
Aves foram apreendidas pela policia (Fotos: Policia Civil)
Aves foram apreendidas pela policia (Fotos: Policia Civil)

A Polícia Civil deflagrou a operação “Guirapepé” para reprimir o crime de maus-tratos ao quais são submetidos os galos da espécie “Indio Brasileiro”, que são usados em rinhas de briga, no município de Marituba, região metropolitana de Belém. Ao todo, foram apreendidos 14 galos que apresentavam diversas lesões características da atividade ilegal de rinha, em que são submetidos a brigas mediante apostas em dinheiro.

Realizada na manhã desta terça-feira (17), a operação faz parte das ações realizadas pela Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), da Polícia Civil, para combate aos crimes ambientais. As diligências foram realizadas em Marituba em função de denúncias anônimas recebidas pelo fone 181, o Disque Denúncia.

As informações foram repassadas à equipe da DEMA para combater prática de rinha de galos, conforme a denúncia. Segundo o diretor da DEMA, delegado Luís Xavier, no imóvel onde os galos foram apreendidos, os policiais civis também apreenderam seis pássaros da fauna silvestre das espécies curió, trinca ferro, caboclinho, bigode e coleira.

O tutor dos animais foi conduzido até a sede da DEMA, onde foi submetido ao procedimento policial pelos crimes previstos nos artigos 32 e 29, ambos da Lei n 9.605/98, por maus tratos. As diligências foram coordenadas pelo delegado Marco Antônio Oliveira, com a participação de quatro investigadores.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.