Foto: Polícia Civil/Divulgação

Polícia Civil prende homem por envenenar cachorros em Pinhalzinho, SC

A Polícia Civil (PC) por meio da Delegacia de Polícia de Fronteira, prendeu em flagrante delito J.J.P., de 59 anos, pela morte de dois cães, por envenenamento, na tarde de terça-feira (3), em Pinhalzinho.

Conforme a polícia, o acusado responderá pela prática do crime ambiental previsto no §2º do art. 32 da Lei 9.605/98, por duas vezes. “O crime foi verificado logo após a comunicação dos fatos pela proprietária dos animais, que é vizinha do autor. Os agentes de polícia foram até o local e, na companhia de uma médica veterinária nomeada perita “ad hoc”, constataram a morte por envenenamento. E ainda, um terceiro cão sofreu pelo envenenamento, porém sobreviveu”, explicou a Polícia Civil.

Segundo o Delegado Arthur Lopes, não só a morte, mas qualquer ato atentatório ao bem estar animal deve ser denunciado. “Outras ações que podem ser classificadas como maus-tratos: abandono; agressões físicas, como espancamento ou mutilação; manter o animal preso a correntes ou cordas muito curtas; manter o animal em locais não arejados – sem ventilação ou entrada de luz; manter o animal trancado em locais pequenos e sem o menor cuidado com a higiene; Manter o animal desprotegido contra o sol, chuva ou frio; não alimentar o animal de forma adequada e diariamente; não levar o animal doente ou ferido a um veterinário; submeter o animal a tarefas exaustivas ou além de suas forças”, explica.

Segundo o Delegado, qualquer informação sobre maus-tratos a animais deve ser repassada pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo WhatsApp da Delegacia de Pinhalzinho (49) 9 9833-8497.

Fonte: Clic RDC

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.