Polícia investiga assassinato de cachorros em Campina Grande, PB

Em vídeo, mulher denuncia que cães são mortos a tiros em propriedade particular, na zona rural.

472
Polícia investiga assassinato de cachorros em Campina Grande, PB
Cachorros foram mortos a tiros na zona rural de Campina Grande, na Paraíba (Foto: Reprodução/Facebook)

Um vídeo com a denúncia de maus tratos contra cachorros na zona rural de Campina Grande, no Agreste paraibano, tem causado revolta nas redes sociais. Uma mulher flagrou um cachorro agonizando depois que ele teria sido atingido por tiros, supostamente disparados por trabalhadores de uma propriedade rural. A mulher denuncia que vários cachorros estão sendo mortos no local. A Polícia Militar foi acionada, mas não conseguiu prender ninguém.

O caso teria ocorrido em uma propriedade particular no distrito de Jenipapo, zona rural de Campina Grande. No vídeo divulgado no Facebook, um cachorro aparece agonizando e sangrando. “Atiraram num cachorro aqui. O cachorro está aqui chorando, cheio de tiros, agonizando. Esse não é primeiro cachorro, não. A gente só escuta o tiro aqui”, diz a mulher no vídeo.

A Polícia Militar Ambiental tomou conhecimento do fato e foi até a propriedade, mas não conseguiu prender nenhum suspeito, nem encontrar indícios de maus tratos. “A guarnição manteve contato com um caseiro, porém ele informou que não houve esse fato lá e que não tinha conhecimento do vídeo. A gente também não localizou nenhum indício”, disse o comandante do 1º Pelotão de Polícia Militar Ambiental, tenente Rodrigo Rodrigues.
O comandante destacou que o vídeo foi importante, mas que a falta de mais detalhes na denúncia dificultou a ação policial. “O fato de fazer um vídeo e divulgar é excelente para a gente tomar conhecimento do que está acontecendo, porém a gente pede que as pessoas sempre coloquem mais informações, inclusive, pelo número 190 qualquer pessoa pode ligar e fazer a denúncia anônima”, explicou o tenente.

O presidente da Comissão de Proteção aos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Campina Grande, disse que está encaminhando um documento à Polícia Civil para a abertura de um inquérito. “Vamos gravar as imagens em mídia digital e entregar à Delegacia Distrital de Polícia Civil”, disse Wellington Luna.

Segundo a Polícia Ambiental, o crime de maus tratos é previsto na lei federal 9.605 e a punição é de detenção de 3 meses a 1 ano e multa. Havendo a morte do animal, a pena aumenta de um sexto a um terço. Também é prevista a multa de R$ 500 a R$ 3 mil por cada caso.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.