Foto: Polícia Civil

Polícia prende duas pessoas e resgata macacos-prego de cativeiro no Piauí

Uma ação da Polícia Civil de Amarante, em parceria com a Polícia Militar, nessa quinta-feira (1º), resultou na prisão de duas pessoas, uma mulher e um rapaz, que mantinham dois macacos-prego em cativeiro no município de Jardim do Mulato, na região do Médio Parnaíba.

De acordo com informações, os dois não tinham autorização para a criação de animais silvestres em cativeiro. A prisão aconteceu com base do Art. 29 da Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/98.

O delegado de Polícia Civil de Amarante, Otony Nogueira Neto, foi ao local do cativeiro com policiais militares para confirmação do crime após denúncia anônima, o que resultou na apreensão dos dois animais e na prisão dos tutores.

“Pegamos os moradores nessa ação ilegal. O ato se configura um crime ambiental, de acordo com a lei, por guardarem animal silvestre em cativeiro”, disse o delegado.

Os animais, segundo ele, não tinham sinais de maus-tratos. Os responsáveis pelo crime podem pegar até dois anos de prisão.

O delegado disse que a ação vai continuar. Outras denúncias anônimas têm sido direcionadas à polícia de Amarante. Segundo Otony, elas serão checadas.

“A ação da polícia vai continuar nos próximos dias na busca por outros animais mantidos em cativeiros, conforme denúncias anônimas que já nos chegaram, vamos checar a veracidade”, encerrou.

A mulher e o rapaz são da mesma família. De acordo com a polícia, o rapaz já tem passagem pela polícia por outros atos.

Ainda nessa quinta-feira, o delegado Otony Nogueira Neto fez o encaminhamento dos animais para o Parque Zoobotânico de Teresina.

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Por Denison Duarte

Fonte: Somos Notícia

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.