Tartarugas da espécie Tigre D’água Brasileiro que estavam expostas em aquário no centro. (Foto: Divulgação/ PMA)

Polícia recolhe tartarugas de loja e alerta para necessidade de licenças

Empresário de Campo Grande (MS) – que não teve o nome divulgado pela polícia – foi autuado nesta terça-feira (10) por expor duas tartarugas da espécie tigre-d’água-brasileiro em loja no Centro. Ele não tinha licença para vender os animais e além da multa de R$ 1 mil também responderá por crime ambiental.

A ação foi realizada depois que a Polícia Militar Ambiental recebeu denúncias sobre a exposição dos animais. A PMA foi ao local e autuou o comerciante por manter e comercializar tartarugas silvestres sem a licença ambiental.

Com o empresário de 29 anos foram apreendidos dois exemplares de tartarugas da espécie tigre-d’água-brasileiro.

Segundo a PMA, a comercialização de espécie brasileira é permitida, contudo, o empresário precisa estar devidamente licenciado para a atividade. A orientação é a mesma para criação de outros animais silvestres, explicou o tenente coronel Queiroz.

Além disso, o coronel ressaltou que por política da corporação a identificação do empresário não será revelada.

As tartarugas foram encaminhadas ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), na Capital.

Por Guilherme Henri 

Fonte: Campo Grande News 


Nota do Olhar Animal: Mesmo a venda legalizada é imoral. Esta é a questão principal que envolve o comércio de seres sencientes.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.