Foto: Istock

Porque os animais também são vulneráveis ao calor, saiba como protegê-los

Em comunicado, Marisa Quaresma dos Reis lembrou que, desde 2017, o Código Civil Português reconhece que os animais “são seres vivos dotados de sensibilidade e objeto de proteção jurídica em virtude da sua natureza”.

Desta forma, “para além dos idosos, crianças e outros grupos de pessoas mais vulneráveis em razão de doença ou de viverem em situação de sem abrigo, os animais também devem ser protegidos destas condições climatéricas extremas”.

Para garantir o bem-estar dos animais nestes dias de calor, a provedora sublinhou a importância de estes terem sempre água à sua disposição e que não sejam mantidos em locais com possibilidade de sobreaquecimento, como é o caso de automóveis e varandas.

Marisa Quaresma dos Reis aconselha ainda a que o animal “não seja passeado nas horas de maior calor e em pavimentos que possam escaldar as suas patas”, facto que “pode causar sérias queimaduras ao animal e comprometer também a regulação da temperatura corporal”.

“Se reparar que o seu animal apresenta alterações de comportamento, respiração ofegante, salivação anormal, temperatura corporal elevada, batimento cardíaco acelerado, prostração deve levá-lo de imediato ao médico veterinário. Poderá estar a sofrer um golpe de calor”, salientou a provedora.

A responsável aconselhou ainda que seja evitado o período entre as 11h00 e as 17h00 para participar em atividades ao ar livre com os animais, sugerindo um banho de praia, mas “certificando-se que esta autoriza a permanência de animais”.

Segundo o IPMA, a temperatura vai subir de forma acentuada em Portugal continental a partir de hoje, mantendo-se muito elevada até ao fim de semana, com os avisos laranja a passarem a vermelhos (o nível mais grave) a partir de quinta-feira e até às 5h59 de sábado.

Os distritos abrangidos pelo aviso vermelho por causa da persistência de valores elevados da temperatura máxima são Lisboa, Setúbal, Bragança, Évora, Guarda, Vila Real, Santarém, Beja, Castelo Branco, Portalegre e Guarda.

O IPMA alertou que, nos próximos dias, as temperaturas máximas em Portugal vão estar “muito acima dos valores normais para a época” e podem atingir “máximos absolutos em vários locais”, com máximas a rondarem os 45ºC e as mínimas a aproximarem-se dos 30ºC.

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original


Nota do Olhar Animal: Lembrando que é pleno verão no hemisfério norte.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.