Fotos: Plataforma Proanimal

Portugal: Cadela encontrada em Mirandela com crânio exposto

Os voluntários da associação Plataforma Proanimal recolheram uma cadela que foi encontrada a deambular pelas ruas, numa aldeia de Mirandela, com o crânio exposto. Há suspeitas de que o animal terá sido atingido com um machado.

Mandela, como foi batizada, apresentava vários sinais de maus tratos. Além da fratura exposta na cabeça, que também atingiu um olho, apresentava ainda fraturas na mandíbula e numa pata e tinha um corte profundo na língua, que a impedia de se alimentar. A cadela foi recolhida e está a ser tratada no Hospital Veterinário de Trás-os-Montes, em Vila Real.

“Como se não bastassem todos os ferimentos, estava extremamente magra, cheia de carraças e pulgas”, disse a porta-voz da Plataforma Proanimal. Helena Gomes acredita que o animal, ainda jovem, já “deveria andar assim há duas semanas ou mais”. “Ainda se pensou em eutanasiar, mas a Mandela é uma guerreira e, se aguentou tanto tempo sem ajuda, acredito que vai conseguir ultrapassar isto agora que está a ter todos os cuidados médicos”, afirmou.

A cadela já foi sujeita a vários tratamentos e tem de mudar os pensos da cabeça durante os próximos dois meses. “Terá de ficar internada, pelo menos, durante esse período. Não sabemos se depois terá de ser sujeita a alguma cirurgia”, afirmou.

Por ser uma associação sem fins lucrativos, a Plataforma Proanimal não tem meios próprios para pagar todas as despesas dos tratamentos da Mandela. “As faturas já estão a entrar e já temos uma dívida aos hospitais veterinários de cerca de 3500 euros. Pedimos a quem possa contribuir, que nos ajude com donativos para a Plataforma Proanimal ou diretamente para o Hospital Veterinário de Trás-os-Montes”, apelou Helena Gomes.

Por Sandra Borges

Fonte: Jornal de Notícias / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.