Adoções estavam suspensas desde setembro de 2017. (Foto: Miguel Pereira/Arquivo Global Imagens)

Portugal: Câmara de Vila Real vai comparticipar esterilização de animais adotados

Os cidadãos que pretendem adotar cães e gatos no canil intermunicipal de Vila Real têm agora disponível um apoio monetário para esterilizar os animais. Este apoio vai ajudar a retomar as adoções que estavam suspensas desde setembro de 2017.

A Câmara dispõe de 15 mil euros, provenientes de uma candidatura a verbas disponibilizadas pelo Governo para apoiar a esterilização de cães e gatos de companhia. “É o nosso contributo para criar condições e incentivar a adoção de animais de companhia, de forma a diminuir e controlar a população errante”, explicou o presidente do Município de Vila Real, Rui Santos.

Este programa, inserido na política de bem-estar animal da autarquia, prevê uma comparticipação fixa de 55 euros para esterilizar cadelas, 30 euros para cães, 35 euros para gatas e 15 euros para gatos.

Neste momento, o centro de recolha de animais da Associação de Municípios do Vale do Douro Norte, que integra sete autarquias, tem cerca de 70 cães e 15 gatos para adoção.

A lei que proíbe o abate de animais errantes nos canis, em vigor desde 2016, prevê a esterilização obrigatória de todos os animais encaminhados para a adoção, com exceção dos cães e gatos com menos de seis meses. A falta de meios para fazer a esterilização no centro de recolha de animais da Associação de Municípios do Vale do Douro Norte criou um impasse que conduziu à suspensão das adoções.

Segundo o vereador da Câmara de Vila Real, Carlos Silva, “não faz sentido estar a replicar instalações no canil intermunicipal quando existem aqui hospitais e clínicas veterinárias com recursos”. “Não achamos necessário que o canil tenha essa função. A reflexão que temos vindo a fazer vai nesse sentido, embora a Associação de Municípios ainda não tenha tomado uma decisão definitiva”, acrescentou o vereador.

Por Sandra Borges

Fonte: Jornal de Notícias / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.