Prefeitura de Cariacica (ES) não recolhe mais animais soltos nas ruas, diz coordenador de Vigilância Ambiental

Suspensão do serviço aconteceu depois da depredação do Centro de Controle de Zoonoses, em fevereiro deste ano.

337
Cavalo que causou acidente na rodovia (Foto: Reprodução / TV Gazeta)
Cavalo que causou acidente na rodovia (Foto: Reprodução / TV Gazeta)

A Prefeitura de Cariacica, na Grande Vitória, não faz mais o recolhimento de animais soltos nas ruas da cidade, segundo informou o coordenador de Vigilância Ambiental do município, Luiz Roberto Meneghel. A suspensão do serviço aconteceu depois da depredação do Centro de Controle de Zoonoses, em fevereiro deste ano.

Um cavalo que estava solto na Rodovia José Sette foi o que causou o acidente que deixou o atleta de handebol Henrique Correa 18 dias internado, aguardando uma cirurgia na cervical. O jovem bateu o veículo no animal e perdeu os movimentos do corpo.

Cariacica tem um código de postura que proíbe a criação de animais de grande porte na área urbana e afirma que conta com a população para denunciar os casos de bichos soltos, mas não faz mais o recolhimento.

“A gente tinha um serviço até fevereiro a fazia esse serviço de recolhimento. Em fevereiro de 2017, houve a depredação do Centro de Controle de Zoonoses e a gente está se reestruturando agora. Quando a gente tem uma denúncia de animal em local de risco, a gente manda um funcionário para tentar tirar naquele momento e não acontecer o que aconteceu”, disse Meneghel.

Segundo o coordenador, ainda não há um prazo para que a prefeitura volte a recolher os animais. “Nós estamos nos reestruturando. Vamos ver, daqui para frente, o que a gente vai poder adquirir novamente, como caminhão que foi colocado fogo. A gente tem que realizar projetos, captar recursos, para, então, voltar a atender da forma que a gente atendia”, falou.

Para denunciar os casos de animais soltos nas ruas de Cariacica, a população deve ligar para a ouvidoria, por meio do número 162 ou pelo e-mail postura@cariacica.es.gov.br.

Por Fabíola de Paula, TV Gazeta

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.