Foto: Ivomar Gomes Pereira

Prefeitura de João Pessoa promove campanha de adoção responsável de animais e contra maus-tratos

Animal não é coisa. Comprar ou adotar é opção. Não abandonar é obrigação. Este é um dos lemas da campanha Adoção Responsável, que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vem promovendo, com ações planejadas pelo Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (CVAZ), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e pela Secretaria de Meio Ambiente (Semam).

Nesta segunda-feira (23), estão sendo realizadas ações de orientação sobre guarda responsável, bem como exposição de cães e gatos para adoção, no Parque da Lagoa. Na quarta-feira (25), essa mesma ação será feita no Ponto de Cem Réis.

Para adotar um animal, o interessado deve ter 18 anos, apresentar um documento de identidade com foto, comprovante de residência e participar de uma orientação sobre a posse responsável do animal com a equipe da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses.

Esterilização Gratuita – O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realiza, por mês, de forma gratuita, 60 cirurgias de castração em gatos e cachorros. Para que a cirurgia possa ser feita, o responsável pelo animal deve se dirigir ao CCZ, nos Bancários, na Avenida Walfredo Macedo Brandão, n°100, e fazer um cadastro, levando documento de identidade e comprovante de residência. Esse cadastro é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Foto: Ivomar Gomes Pereira
Foto: Ivomar Gomes Pereira

Após o cadastro, o interessado deve comparecer ao CCZ no último dia útil do mês, quando são distribuídas as fichas para as cirurgias. Com a ficha em mãos, é feito o agendamento e o dono do animal sai do CCZ com informações sobre dia e horário da cirurgia, e as orientações sobre os cuidados pré-cirúrgicos.

Do total de castrações, 60% são referentes aos animais levados pela população e 40% são procedimentos realizados em gatos e cachorros levados por organizações protetoras de animais, que cuidam de bichos que foram abandonados e que se encontram em situação de risco.

O gerente do CCZ, Nilton Guedes, destacou que a Campanha Adoção Responsável tem o objetivo de conscientizar as pessoas para que elas reflitam e decidam com muita segurança sobre a responsabilidade ao adotar um animal de estimação.

“Não adianta admirar o bichinho, ter carinho e amor. Esse amor precisa se refletir em ações responsáveis, como ter cuidado com o animal, controlar a vacinação, cuidar da alimentação, levar para passear e principalmente ter consciência que um bicho de estimação vive, em média, de dez a quinze anos. Então, neste período, a vida da pessoa precisa ser partilhada com aquele animal”, comentou.

Crime federal – O artigo 32 da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais) dispõe que a prática de abuso e maus tratos aos animais é crime. A pena prevista é de detenção de três meses a um ano, e multa.

Por Jô Vital

Fonte: Prefeitura de João Pessoa


Nota do Olhar Animal: A Prefeitura afirma corretamente que animal “não é coisa”. No entanto, logo em seguida comete o erro grave de dizer que “comprar” um animal é “opção”. Ou seja, a prefeitura naturaliza o comércio de animais como se estes fossem coisas, objetos. Além da questão ética, o comércio de cães e gatos é um dos grandes responsáveis pela superpopulação de animais, já que os animais vendidos não são castrados.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.