Prefeitura de Maringá (PR) registra mais de 2 mil denúncias de maus-tratos e fila de adoção tem 600 animais. Saiba o que fazer com cães e gatos acidentados

Prefeitura de Maringá (PR) registra mais de 2 mil denúncias de maus-tratos e fila de adoção tem 600 animais. Saiba o que fazer com cães e gatos acidentados

Em pouco mais de um ano, de agosto de 2017 a 31 de outubro de 2018, a Ouvidoria de Maringá (156) registrou 2.085 denúncias de maus-tratos a animais. Dessas, 389 seguem em andamento. As ocorrências mais comuns são de animais presos a correntes curtas, falta de abrigo do sol e ambientes insalubres e sem a devida limpeza.

Desde o ano passado, Maringá tem a Lei Municipal nº 10.467, que estabelece multa de R$ 2 mil para casos de abandono e de R$ 500 para quem mantém os animais em condições impróprias. Em caso de reincidência, os valores podem dobrar.

De acordo com a secretaria de Meio Ambiente (Sema), foram aplicadas 31 multas por maus-tratos, uma por condições impróprias e 49 advertências, que somaram R$ 62,5 mil. Além das multas, a castração foi outra medida adotada para combater o aumento do número de animais nas ruas.

No mesmo período, a prefeitura realizou 6.418 castrações de cães e gatos. O trabalho prioriza animais de ruas, como os recolhidos por associações e protetores independentes. Os procedimentos são realizados com recursos municipais, por oito clínicas cadastradas.

Para a Diretoria de Bem-Estar Animal da Sema, muitas pessoas ainda estão com dúvidas sobre como funciona o processo de castração  oferecido pelo município.

“A comunidade precisa entender que as castrações são exclusivamente para animais de rua, independentemente da raça, vítimas de abandono ou maus tratos”, disse o diretor de Proteção e Bem Estar Animal, Marco Antônio Lopes de Azevedo.

Marco Antônio reforça que podem ser castrados pela Sema os animais capturados pelo Bem Estar Animal ou ONG’s, além daqueles que estão sob os cuidados, ou foram adotados por moradores cadastrados pelos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) da cidade.

Van para animais acidentados

Desde junho também está disponível uma van para transporte de animais de rua vítimas de acidentes de trânsito ou que estejam doentes. Até outubro, 99 animais foram atendidos. A lista de procedimentos realizados inclui 151 exames laboratoriais e radiográficos, além de 22 cirurgias ortopédicas.

O serviço de emergência animal funciona de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h. O telefone é (44) 3901-1885. Mas a diretoria de Bem Estar Animal reforça que os animais são atendidos por um convênio com a Uningá.

“Qualquer pessoa pode acionar o serviço, mas são estabelecidos dois atendimentos com exames por dia, se a demanda for maior que essa, aí já não é possível atender”, explica Marco Antônio.

600 animais na fila de adoção

Atualmente, a fila de cães e gatos esperando por um lar é de mais de 600 animais em Maringá. Para incentivar as adoções, prefeitura e ONG’s promovem feirinhas de adoção. Em 30 edições, cerca de 473 cães e gatos conquistaram um novo lar. A maioria dos animais disponíveis passou por situações de maus-tratos e abandono.

Para adotar é necessário levar documentos pessoais e passar por uma entrevista, além de preencher um formulário. Os candidatos a adotantes devem explicar as condições em que o animal viverá.

O procedimento faz parte da guarda responsável para certificar que o animal será bem tratado, segundo normas do termo de adoção. As feiras são realizadas quinzenalmente e mensalmente com a parceria de nove organizações não governamentais.

Programação das feirinhas de adoção

Quem se interessar por adotar um animal de estimação pode fazer isso já no próximo domingo (11/11), das 9h às 13h, na sede da Diretoria de Bem Estar Animal. Confira a programação disponível até o fim do ano:

11 de novembro – 9h às 13 horas – sede Bem Estar Animal (Av. Laguna, 668)
24 novembro – 11h30 às 16 horas – Shopping Avenida Center (Av. São Paulo, 743)
2 dezembro – 9h às 13 horas – sede Bem Estar Animal (Av. Laguna, 668)
15 dezembro – 11h30 às 16 horas – Shopping Avenida Center (Av. São Paulo, 743)

Por Camila Simões

Fonte: Maringá Post

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.