Prefeitura e Câmara afirmam que trabalharão juntas pela criação de Hospital Municipal Veterinário de Manaus, AM

Ideia, proposta da vereadora Joana Darc, é conseguir recursos por meio de emendas parlamentares municipais e federais. Parlamentar terá audiência com o ministro do Meio Ambiente para buscar parceria.

184
Vereadora também solicitou a ampliação do serviço de castração de cães e gatos (Foto: Alex Pazuello / Semcom)
Vereadora também solicitou a ampliação do serviço de castração de cães e gatos (Foto: Alex Pazuello / Semcom)

A Prefeitura de Manaus informou que trabalhará de maneira conjunta com as Organizações Não-Governamentais (ONGs), em parceria com a Câmara Municipal, para criar o primeiro Hospital Municipal Veterinário. O compromisso foi assumido pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e pela primeira-dama Elisabeth Valeiko, que também preside o Fundo Manaus Solidária (FMS), nesta sexta-feira (18), durante encontro com a vereadora Joana Darc, na sede do Executivo Municipal, na Compensa, zona oeste da cidade.

De acordo com a vereadora, estima-se que serão necessários aproximadamente R$ 2 milhões para construção do Hospital Municipal Veterinário. A ideia é conseguir os recursos por meio de emendas parlamentares municipais e federais, entre outras possibilidades. “Saio muito feliz, porque todas as nossas principais demandas foram encaminhadas, fazendo de Manaus uma cidade mais humana e que pode se tornar referência na Região Norte com relação ao trato com os animais”, declarou Joana Darc.

O prefeito elogiou a indicação da parlamentar e disse que Manaus é capaz de tratar de maneira pública e institucional o amor pelos animais. “Queremos dar o tratamento justo aos animais, que atenda à saúde pública e que mostre a nossa solidariedade com eles (os animais), tão queridos e que nos ajudam a extravasar o que vem do coração”, declarou.

Nos próximos dias, a parlamentar cumpre agenda em Brasília (DF), onde tem audiência marcada com o ministro do Meio Ambiente (MMA), Sarney Filho, para falar sobre a proposta e a possibilidade de parceria. O prefeito Arthur Neto já delegou que uma equipe técnica das secretarias municipais de Saúde (Semsa) e de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) acompanhe o encontro para dar celeridade às tratativas.

Castração

Outra demanda apresentada ao prefeito e à primeira-dama pela vereadora foi a ampliação do serviço de castração de cães e gatos. Hoje, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão ligado à estrutura da Semsa, realiza 54 procedimentos de castração por dia – 15 em cada uma das duas Unidades Móveis de Castração e 24 no CCZ – incluindo as demandas das ONGs de proteção animal, que prestam grande auxílio junto à população.

De acordo com o prefeito Arthur Neto, já está autorizado o lançamento do edital para contratação de novos veterinários, que realizam o procedimento, para atuação em regime de 40h. “Essa é uma política muito importante para reduzirmos o número de animais abandonados nas ruas da cidade. Com a contratação, ampliaremos a oferta de serviço e prestaremos um melhor serviço à população”, reforçou. A expectativa é ampliar de 800 para 1.200 o número de castrações realizadas por mês.

Fonte: D24am

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.